Ford anuncia quatro recalls e convoca 1,4 milhão na América do Norte

A Ford anuncia nesta semana na América do Norte a realização de uma série de recalls. Conforme explica a assessoria de imprensa da marca, quatro chamados estão sendo divulgados simultaneamente em toda a região no intuito de revisar algo em torno de 1,4 milhão de veículos. As convocações foram motivadas por fatores distintos e acometem os modelos Ford Fusion, Escape, Explorer e Taurus; Mercury Mariner e Milan; e Lincoln Zephyr e MKZ.
Ford anuncia quatro recalls e convoca 1,4 milhão na América do Norte
Na primeira convocação, a Ford chama de volta às concessionárias 915 mil unidades dos modelos Escape e Mariner produzidos entre 2008 e 2011. Conforme explica a marca, uma falha identificada por órgãos de segurança pode fazer com que o sistema de direção hidráulica deixe de funcionar. Dependendo do caso, a montadora promoverá atualização do software, substituição do sensor de torque ou até mesmo troca completa da coluna de direção. Nos Estados Unidos, o defeito já causou cinco acidentes e deixou seis feridos. O segundo recall envolve 195.500 exemplares do Explorer fabricado entre 2011 e 2013. Mais uma vez, segundo a Ford, o defeito está no sistema de direção hidráulica que, assim como no Escape e no Mariner, pode se desligar e prejudicar a condução do veículo. O terceiro chamado, por sua vez, afeta o sedã Taurus produzido entre 2010 e 2014. Neste caso, 196 mil unidades devem voltar às concessionárias para trocar as lâmpadas da placa de identificação que podem enferrujar e gerar princípios de incêndio.
Ford anuncia quatro recalls e convoca 1,4 milhão na América do Norte
Por fim, o quarto recall diz respeito aos sedãs Fusion, Milan, Zephyr e MKZ produzidos entre 2006 e 2011. Neste caso, o problema está no tapete que, conforme apontam diversas reclamações, pode se prender nos pedais do veículo e comprometer o controle do mesmo. A orientação da marca é fazer a troca imediata do componente. Desde 2010, quase 60 proprietários relataram o defeito junto aos órgãos de segurança.

Seja parte de algo grande