Brasil e Argentina negociam renovação de acordo comercial nesta semana

Prestes a se encerrar, o acordo automotivo entre Brasil e Argentina, que vence no dia 30 de junho, está sendo renegociado entre os dois países. Caso não houvesse prorrogação, ambos os países teriam que pagar a alíquota de importação de 35% sobre os automóveis, no caso, a mesma regra que vale para os demais países.
Brasil e Argentina negociam renovação de acordo comercial nesta semana
Os termos da prorrogação foram discutidos em uma reunião nesta segunda-feira (2), entre o ministro Mauro Borges (Brasil) e a ministra Débora Giorgi (Argentina). De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a palavra final caberá às presidentes Dilma Roussef e Cristina Kirchner, que decidirão também sobre o prazo de vigência do novo acordo e os termos da índice "flex".
Brasil e Argentina negociam renovação de acordo comercial nesta semana
Índice Flex Um dos pontos do novo acordo é o retorno da cláusula "flex", que vai estabelecer o seguinte: cada dólar importado pelo Brasil da Argentina, dá direito ao país de exportar 1,6 ou 1,7 dólar (a ser definido) ao país vizinho. De acordo com a matéria publicada na revista Veja, a ANFAVEA entidade que representa o setor no Brasil, queria que esse índice fosse de 2,05, enquanto o governo argentino queria o índice de 1,3 dólar. A decisão final deve ser tomada no máximo até a semana que vem, com a assinatura do acordo na Argentina na próxima quarta-feira (11).

Seja parte de algo grande

Brasil e Argentina negociam renovação de acordo comercial nesta semana

Foto de: Julio Cesar