KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (4) em São Paulo, a KTM anunciou seu retorno oficial ao mercado brasileiro em parceria com a Dafra. A marca austríaca, conhecida por seu DNA de competição (especialmente no off-road), voltará ao país a partir de dezembro com motos montadas em Manaus (AM), na fábrica da Dafra, e também modelos importados.
KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro
Curiosamente, as motos mais esperadas da empresa, as Duke 200 e 390, só começam a ser fabricadas aqui em 2015, chegando ao mercado em abril e maio, respectivamente. Antes disso, no fim de 2014, começam a ser montadas em Manaus as motos de enduro 350 EXC-F, 250 EXC-F e 300 EXC. As concessionárias serão exclusivas da KTM nas capitais paulista, mineira e fluminense (além de uma loja no Sul do país e uma no Centro-Oeste, com local ainda a definir). Já em cidades menores, mas com potencial de vendas, haverá lojas mistas Dafra/KTM.
KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro
Na primeira fase de atuação da marca, virão importadas as 65 SX e 50 SX (motocross infantil), a street Super Duke 1290R, as maxitrail 1190 Adventure ABS e 1190 Adventure R ABS e a esportiva 1190 RC8 R. Com esses modelos, mais a linha enduro nacional, a KTM espera vender 1.200 motos no primeiro ano.
KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro
Já com a chegada das Duke 200 e 390 (apenas a primeira foi mostrada em São Paulo), a marca pretende ampliar este número para 3 mil unidades, sendo 1.800 somente desses dois modelos. A marca ainda não falou nada sobre preços, porém, o diretor executivo da KTM Brasil, Paulo Alegria, deu a entender que as motos austríacas serão um pouco mais caras que as da concorrência de marcas generalistas, mas ainda assim acessíveis. No caso da Duke 200, que terá como principais rivais a Honda CB 300 R e a Yamaha Fazer 250, estimamos algo em torno de R$ 15 mil a R$ 16 mil. Já para a Duke 390, espere um posicionamento na faixa da Honda CB 500 (cerca de R$ 22 mil).
KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro
Para finalizar, Alegria se mostrou bastante confiante na operação nacional. "Queremos que a KTM seja forte no mercado brasileiro como é em outros mercados", com direito até a uma possível influência do consumidor brasileiro no futuro line-up da marca. Texto e fotos: Daniel Messeder

Seja parte de algo grande

KTM retorna oficialmente ao Brasil a partir de dezembro

Foto de: Daniel Messeder