Avaliação: C4 Lounge Tendance traz turbo a preço de rival aspirado

À primeira vista, o novo Citroën C4 Lounge Tendance THP pode parecer mais um sedã tranquilão. Mas não se deixe levar pelas aparências: a versão Tendance acaba de receber o motor 1.6 THP como opção ao 2.0 aspirado oferecido anteriormente. Antes, quem desejasse o propulsor turbinado era obrigado a levar a versão topo de linha Exclusive (leia o teste!). A estratégia da fabricante francesa, agora, é posicionar o Tendance turbo na faixa dos rivais aspirados Toyota Corolla XEi (R$ 81.480) e Honda Civic LXR (R$ 74.900). Luxo e conforto são boas palavras para descrever o C4 Lounge THP Tendance. Com bancos de couro, motorista e passageiros ficam bem acomodados, sem falar do eficiente ar-condicionado automático de duas zonas, que ainda conta com uma saída para os bancos de trás. O volante também é revestido em couro e traz comandos do som, tornando a condução mais agradável. O painel reúne mostradores digitais e analógicos na cor alaranjada e um grande velocímetro, para deixar todo mundo de dentro do carro sabendo a velocidade. Espaço interno é generoso e o porta-malas está na média da categoria, com 450 litros.
Avaliação: C4 Lounge Tendance traz turbo a preço de rival aspirado
Acendimento automático dos faróis, retrovisor eletrocrômico e sensor de chuva e estacionamento (traseiro) também estão presentes nesta versão, apesar de ela não ser a mais completa do modelo. O grande destaque, porém, fica fica por conta do motor 1.6 Turbo THP 165 (Turbo High Pressure) de 165 cv e 24,5 kgfm de torque, fruto da parceria entre a PSA Peugeot Citroën e o BMW Group, aliado ao câmbio automático de seis marchas. Falando da transmissão, ela apresenta trocas muito suaves e responde com decisão nas retomadas.
Avaliação: C4 Lounge Tendance traz turbo a preço de rival aspirado
Outra atração é a central multimídia com GPS, Bluetooth e tela de 7 polegadas colorida. O sistema, entretanto, pode ser melhorado. Saindo com o carro do prédio da Citroën, fui testar o navegador e, para a minha surpresa, ele não oferece comando de voz ou tela sensível ao toque. Para escolher um destino é preciso girar o dial do rádio e ir selecionando as letras, o que demanda tempo e atenção. Pior: enquanto digitava a rua escolhida, a central simplesmente travou, sendo necessário desligar e religar o carro para reiniciar o sistema. Do desempenho, porém, não há do que se queixar. Basta pisar mais forte no acelerador que a resposta é rápida: o carro parece levar aonde você quiser com muita agilidade e força, explorando os bons 24,5 kgfm a partir de apenas 1.400 rpm. Usando o modo Sport do câmbio, então, o C4 deixa qualquer um empolgado! Se a resposta da aceleração agrada, os freios estão no mesmo patamar, já que o conjunto de discos ventilados na dianteira e discos sólidos na traseira são amparados pelo ABS e o AFU (auxílio à frenagem de urgência), que aplica força máxima no pedal.
Avaliação: C4 Lounge Tendance traz turbo a preço de rival aspirado
Uma diferença em relação à versão 2.0 flex é o fato desse 1.6 só poder ser abastecido com gasolina. Rodando na cidade, o Tendance THP registrou consumo médio um tanto elevado, de 8,0 km/l - quase o que os japas rodam com etanol. Já na estrada, a média melhorou para 14 km/l. No uso misto a média foi de 9,6 km/l. Já o indicador digital de combustível poderia ser mais preciso. O tanque, que tem capacidade para 60 litros, estava com um pouco mais da metade quando o carro foi desligado. Na hora de sair com veículo, o mostrador estranhamente indicava apenas 1/4 de tanque. Saí rodando com o carro para ver se isso mudava, mas nada feito. Só depois de desligado e religar o motor é que o indicador voltou a mostrar pouco mais de meio tanque.
Avaliação: C4 Lounge Tendance traz turbo a preço de rival aspirado
Seja na cidade ou na estrada, o C4 THP oferece performance diferenciada e um rodar muito confortável, sem descuidar da estabilidade. Em nosso teste com a versão Exclusive, o sedã acelerou de 0 a 100 km/h 8,8 segundos e retomou de 80 a 120 km/h em 6,3 s - números que deixam tanto o Civic quanto o Corolla 2.0 aspirados na poeira. Fora isso, a lista de equipamentos do Tendance também faz inveja aos japoneses. Ponto para a Citroën. Por Alexandre Ciszewski Fotos Divulgação e autor

Ficha técnica – Citroën C4 Lounge THP Tendance

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 1.598 cm3, 16 válvulas, duplo comando variável, injeção direta e turbo, gasolina; Potência: 165 cv a 6.000 rpm; Torque: 24,5 kgfm a 1.400 rpm; Transmissão: câmbio automático de seis marchas, tração dianteira; Direção: eletro-hidráulica; Suspensão: Independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS; Peso: 1.498 kg; Rodas: liga leve aro 17"; Porta-malas: 450 litros; Tanque: 60 litros; Dimensões: comprimento 4.621 mm, largura 1.789 mm, altura 1.505 mm, entreeixos 2.710 mm; Galeria de fotos:

Seja parte de algo grande