Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"

Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"
Sabe aquele cara que dorme na fila da Apple só para ser um dos primeiros a comprar a nova geração do iPhone? Esse é o indivíduo que o departamento de marketing das marcas trata como early adopter, ou simplesmente "o que compra cedo". É a pessoa que deseja ter o novo, o último, o mais moderno, seja por satisfação pessoal ou simplesmente por questões de status. Segundo um estudo norte-americano, esse consumidor representa 14% dos clientes de um produto em geral. É gente com grana e boa formação, que não se importa de pagar mais caro desde que leve a novidade para casa antes dos outros.
Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"
Pois bem, versões topo de linha dos carros costumam ser feitas pensando nos early adopters. Para tanto, as empresas reservam atrativos e exclusividades para o modelo mais caro, levando o consumidor a optar pela versão mais completa para ter direito a todos os features possíveis. O novo Corolla Altis é um bom exemplo disso: só ele vem com interior na cor bege, entrada sem chave, partida por botão, espelhinho no para-sol com luz, rebatimento elétrico dos retrovisores, banco do motorista com ajuste elétrico, sete airbags e faróis com LED´s. Nada muito especial quando sabemos que há concorrentes com controle de estabilidade (ESP), aviso de ponto cego e até estacionamento automático. Mas o "suficiente" para a Toyota cobrar R$ 93.730 por ele - sim, o preço já subiu em relação aos R$ 92.990 do lançamento.
Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"
Vale? Pensando em custo benefício, não. O melhor Corolla, como já dissemos anteriormente, seria um hipotético XEi 1.8 com valores na casa dos R$ 75 mil. Como ele não existe, ficamos com o XEi 2.0, que agora foi a R$ 81.480. É o máximo que acreditamos ser "viável" para um sedã médio de marca generalista, já considerando o alto valor dos carros no Brasil. Prova maior de que o Corolla Altis é caro está na concessionária da Audi, que oferece um A3 Sedan com motor 1.4 turbo e câmbio de dupla embreagem a R$ 94.700. Por mais despojado que seja em termos de equipamentos, o Audi é importado e tem acabamento, dirigibilidade e status superior ao Toyota.
Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"
Além do mais, quem optar pelo Corolla de R$ 94 mil pode se preparar para perder mais dinheiro na hora da revenda. Isso porque as versões topo de linha são as que mais costumam desvalorizar, uma vez que suas diferenças em geral ficam por conta apenas de equipamentos. Depois de passada a euforia do lançamento, quando os early adopters compram, a tendência com o tempo é que o modelo mais caro perca participação dentro da linha, e as vendas se concentrem no modelo de melhor custo-benefício.
Garagem CARPLACE #4: o Corolla de R$ 94 mil e os "early adopters"
Não que o Corolla Altis seja um carro ruim, longe disso. Ele substitui a versão GLi no Garagem CARPLACE e está agradando bastante pelo conforto oferecido. É mais aconchegante e bonito por dentro, tem TV digital (bom para não perder nenhum lance da Copa!), um pouco mais de motor nas ultrapassagens e mantém a suspensão macia, a direção levinha e muita suavidade ao rodar, garantida pela transmissão CVT. Uma das atrações desta versão, porém, já começa a se revelar um problema: com pouco mais de 5 mil km rodados, os bancos na cor bege estão começando a encardir. No próximo post a gente conta mais, até lá! Texto e fotos: Daniel Messeder

Fotos: Toyota Corolla 2.0 Altis 2015

Seja parte de algo grande