CEO quer que DS seja para a PSA o que a Audi é para a Volkswagen

Alçada à condição de marca independente dentro da PSA Peugeot-Citroën, a DS ganha cada vez mais importância nos planos estratégicos do grupo. Em entrevista concedida recentemente à agência de notícias Automotive News,  Yves Bonnefont, CEO da divisão, anunciou que a marca passará por uma gigantesca virada nos próximos anos. De acordo com o executivo, a meta é fazer com que a DS seja para o conglomerado francês o mesmo que a Audi representa atualmente para a Volkswagen em termos de imagem e lucratividade.
CEO quer que DS seja para a PSA o que a Audi é para a Volkswagen
Bonnefont reconhece que o caminho a ser seguido não será fácil, mas acredita na consolidação do objetivo. A meta é tornar a divisão premium em uma empresa verdadeiramente global e atuante em 200 grandes cidades do mundo até 2020. Desse total, 30 metrópoles serão localizadas na América do Norte (marcando a volta da companhia à região) e 9 no Brasil. Com a estrutura totalmente montada, a expectativa é de que a DS represente algo entre 10% e 15% das vendas totais da PSA.

Seja parte de algo grande