Que crise? Mercedes comemora 31% de crescimento no Brasil em 2015

Na contramão da crise que já afeta o setor automotivo no Brasil com paralisações, lay-off e até demissões, a Mercedes comemora forte crescimento nas vendas, inaugura concessionárias e acelera para a segunda etapa da construção de sua fábrica de automóveis no país.
Que crise? Mercedes comemora 31% de crescimento no Brasil em 2015
Nos primeiros quatro meses do ano a marca anuncia crescimento de 31% nas vendas de automóveis no mercado brasileiro. Foram emplacadas 4.238 unidades, em comparação ao primeiro quadrimestre de 2014, quando foram comercializados 3.242 veículos.
Que crise? Mercedes comemora 31% de crescimento no Brasil em 2015
Em abril, foram 1.294 automóveis emplacados, um aumento de expressivos 62% em comparação aos 800 veículos vendidos no mesmo período de 2014. “Para o restante de 2015 a Mercedes-Benz continuará com seu plano de expansão no País, com a abertura de novos concessionários, lançamentos de produtos e investimento em serviços de pós-venda, como o programa de revisão declarada, desenvolvido para conquistar e fidelizar clientes. Ao todo, são 45 lojas espalhadas pelo Brasil, além de outras três que serão inauguradas ainda este mês, sendo duas na cidade de São Paulo e uma em Niterói (RJ)”, afirma Dimitris Psillakis, diretor geral Automóveis da Mercedes-Benz do Brasil.
Que crise? Mercedes comemora 31% de crescimento no Brasil em 2015
Mais vendidos Nesse período, os modelos Classe C e GLA foram responsáveis por 65% das vendas, com 566 e 284 emplacamentos, respectivamente. Enquanto o primeiro teve sua nova geração apresentada em agosto de 2014, o GLA foi lançado no mês seguinte, tornando-se uma das principais apostas da marca. Atualmente são sete versões disponíveis, sendo o mais recente o GLA 250 com motor 2.0 litros de 211 cv que ajudou a alavancar as vendas do SUV.
Que crise? Mercedes comemora 31% de crescimento no Brasil em 2015
Fábrica em Iracemápolis Tanto o GLA quanto o Classe A serão produzidos na nova fábrica em Iracemápolis (SP), prevista para 2016 e que teve a construção de seus prédios iniciada este mês. Serão investidos mais de R$ 500 milhões para a construção da nova unidade, que ocupa área construída de 140.000 m2 – a área total do terreno tem 2,5 milhões de metros quadrados. Galeria de fotos:

Seja parte de algo grande