Segredo: Jeep terá SUV abaixo do Renegade para o Brasil

Segredo: Jeep terá SUV abaixo do Renegade para o Brasil
Com a ambiciosa meta de dobrar suas vendas globais nos próximos cinco anos, chegando a 1,9 milhão de carros em 2019, a Jeep já considera um modelo abaixo do Renegade para mercados emergentes como Brasil e India. De acordo com Adrian Van Campenhout, chefe de planejamento de produto da marca, somente o Renegade não conseguirá entregar todo esse crescimento. "O Renagade ainda é grande e caro para alguns mercados", revela o executivo.  O desafio, atualmente, é encontrar uma plataforma para o mini-SUV. A FCA estuda a base do europeu Fiat Panda 4x4 (abaixo), mas outra opção é usar uma plataforma brasileira para baixar o custo de produção. "Nós temos gente boa no Brasil que faz fantásticas plataformas de baixo custo", disse Campenhout ao site australiano Motoring. Mesmo com plataforma mais simples, o futuro jipinho terá de representar o nome Jeep: "É como uma jaqueta da North Face. As pessoas compram uma jaqueta dessas porque sabem da qualidade dos materiais e execução da marca". Da mesma forma, o pequeno Jeep terá capacidade off-road acima de seus rivais, bem como um design com a tradição da empresa.
Segredo: Jeep terá SUV abaixo do Renegade para o Brasil
O novo modelo deverá seguir uma nomenclatura rebelde como o Renegade (Jeep Rebel é uma possibilidade) e chegar aos mercados brasileiro e indiano em cerca de três anos. Apesar de pensado para países emergentes, o "Jeepinho" também poderá ser vendido em mercados mais maduros como a Austrália.
Segredo: Jeep terá SUV abaixo do Renegade para o Brasil
A FCA é atualmente o sétimo maior grupo automotivo do mundo, e o chefão Sergio Marchionne quer que a companhia suba mais alguns degraus. Ele considera que a Jeep, por sua característica global, é a marca que mais tem chances de elevar suas vendas.

Seja parte de algo grande

Segredo: Jeep terá SUV abaixo do Renegade para o Brasil

Foto de: Daniel Messeder