Após demissões, GM coloca 900 funcionários em layoff em São Caetano

Depois de anunciar na semana passada a demissão de 150 funcionários, o sindicato que reúne os metalúrgicos da fábrica da General Motors em São Caetano do Sul (SP) informa agora que aproximadamente 900 trabalhadores foram colocados em regime de layoff. A medida começa a valer a partir de hoje (18) e tem como objetivo ajustar a produção à demanda do mercado. Vale lembrar que mesmo com contrato temporariamente suspenso os colaboradores têm salário assegurado. Do total de 900 funcionários afastados, aproximadamente 386 já estavam em regime de licença remunerada e mais 514 foram incluídos. A entidade acredita que até o fim do layoff, programado para durar cinco meses, o mercado reagirá e os empregos serão mantidos. Em nota, a GM disse apenas que a medida é necessária para adequar o ritmo de produção ao momento delicado do setor e evitar a formação de estoques. Na fábrica são produzidos os modelos Cruze, Montana, Cobalt e Spin.

Seja parte de algo grande