Cadastro eletrônico vai facilitar a transferência de usados a partir de 2016

Com o objetivo de reduzir a burocracia e aumentar a segurança do processo de transferência de veículos usados, o governo anunciou nesta segunda-feira, 31, a criação do Registro Nacional de Veículos em Estoque (RENAVE). Trata-se de um módulo eletrônico que vai extinguir o livro físico de registro e deverá entrar em vigor em março de 2016. Com isto, as lojas, revendas ou concessionárias poderão fazer o registro de entrada e saída de veículos em estoque por via eletrônica diretamente no órgão de trânsito responsável. Isso significa que quando um consumidor negociar seu usado como entrada num carro novo, o simples registro eletrônico feito pela loja passará a comprovar a transferência.
Cadastro eletrônico vai facilitar a transferência de usados a partir de 2016
Hoje, a transferência do carro tem que ser registrada no livro de registro de estoque da loja e, depois, esses dados são repassados ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, acredita no potencial desta ação: “O Brasil precisa de mais medidas de desburocratização como essa. Tenho a certeza de que ao simplificar e tornar mais ágil e seguro o processo de transferência de veículos usados, ganham todos, principalmente os consumidores”.
Cadastro eletrônico vai facilitar a transferência de usados a partir de 2016
As vantagens para o consumidor são aumento da segurança, pois as transações serão realizadas instantaneamente, e redução do custo, já que uma transferência hoje chega a R$ 1.500 e pode cair para R$ 520 - o governo estima uma economia de R$ 6,5 bilhões ao ano. No caso das revendas e concessionárias haverá redução de custos, eliminação de problemas com extravio de documentos e otimização do trabalho operacional.

Seja parte de algo grande

Cadastro eletrônico vai facilitar a transferência de usados a partir de 2016

Foto de: Julio Cesar