Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples

Principal novidade da Chevrolet em Detroit para o mercado brasileiro, a nova geração do Cruze está exposta em três versões: sedã LT e Premier, e hatch Premier. O hatch, inclusive, faz sua estreia mundial.
Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples
À primeira vista, o novo Cruze conquista pelo design. Curioso que, ao vivo, ele lembra bem mais o anterior do que parecia por fotos. Ele mantém o jeitão compacto, apesar do entre-eixos longo, e consegue unir elegância e esportividade numa carroceria feita para agradar a gregos e troianos - sem o arrojo do novo Civic nem a caretice do Corolla. Destaque para os faróis com feixes de LED (que no atual ficam no para-choque) e para a traseira curtinha, estilo cupê. Na versão de topo há um pequeno aerofólio que reforça esta impressão.
Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples
Por dentro, porém, o painel parece simples para quem vai brigar com Golf e Focus, no caso do hatch, e novo Civic e Corolla, no caso sedã. Plásticos rígidos dominam o acabamento e, ao menos no modelo LT, ainda temos o velho freio de estacionamento de pedalzinho. Enxertos de tecido (ou couro, dependendo da versão) no painel tentam emprestar requinte, mas o quadro de instrumentos parece mais simples que o atual, assim como os botões de comando no volante. O câmbio segue automático de seis marchas (versão norte-americana não ganhou a caixa de dupla embreagem e o mesmo deverá acontecer no Brasil) e as trocas manuais são feitas por botões acima da alavanca da transmissão, em vez das mais práticas borboletas na direção.
Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples
Em termos de espaço, no entanto, é nítido o ganho de conforto para os ocupantes do banco traseiro, tanto para as pernas quanto para a cabeça. Ainda há o túnel central, mas ele ficou mais baixo, enquanto o porta-malas continua espaçoso e com as alças do tipo pescoço que invadem o espaço da bagagem. Já a parte central do painel tem comandos que lembram o modelo atual, com a tela da central MyLink (de nova geração com Apple Car Play e Android Auto) no topo.
Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples
No lugar do motor 1.8 flex, o Cruze agora é impulsionado pelo motor 1.4 turbo que, em versão flex, deverá render em torno de 170 cv e 25 kgfm com etanol no Brasil. A suspensão foi recalibrada, mas segue com eixo de torção na traseira. Pelo rápido contato, a conclusão é que ele pode agradar ao consumidor brasileiro mais do que atual, mas a Chevrolet terá de estudar bem o preço para tentar ficar abaixo dos japoneses se quiser ser competitiva.
Contato: novo Cruze agrada pelo estilo e espaço, mas interior ainda é simples
A General Motors mantém segredo em relação a data de estreia do modelo aqui no Brasil, embora saibamos que a produção na Argentina começa em fevereiro. No entanto, tudo aponta para o Salão do Automóvel, com o hatch chegando somente em 2017. Texto e fotos: Daniel Messeder, de Detroit (EUA) Viagem a convite da FCA Galeria de fotos: 

Seja parte de algo grande