Crise no Brasil contribuiu para queda de 2,2% nas vendas globais da VW

A Volkswagen registrou queda de aproximadamente 2,2% nas vendas globais no período de janeiro a abril deste ano na comparação com 2014. De acordo com a marca, foram entregues nestes quatro meses 1,98 milhão de automóveis em todo o mundo e apesar do bem-vindo crescimento alcançado na Europa Ocidental, diversos outros mercados recuraram. O Brasil e a Rússia foram os países que apresentaram o maior declínio no acumulado do ano.
Crise no Brasil contribuiu para queda de 2,2% nas vendas globais da VW
Conforme explica a Volks, números positivos foram registrados apenas na porção ocidental da Europa (avanço de 2,5%), com destaque especial para a Alemanha. Nas regiões central e oriental do continente o declínio foi da ordem de 22,8%, com a Rússia analisada de forma isolada recuando mais de 47%. A Ásia-Pacífico, tradicional reduto comercial da marca, também caiu, registrando 2,2% de retração no geral e 2,4% apenas na China.
Crise no Brasil contribuiu para queda de 2,2% nas vendas globais da VW
Na América do Norte foi registrado um leve aumento de 0,4% com 185,1 mil unidades vendidas. No entanto, os Estados Unidos (109,2 mil desse total) fecharam com queda de 7,5%. A América do Sul teve declínio de 19,4% e 167,4 mil exemplares vendidos. O Brasil sozinho absorveu 126,1 mil carros desse total e recuou 23,8% na comparação com 2014.

Seja parte de algo grande