Fracasso? Tata Nano tem até 2017 para emplacar ou sairá de linha

Apesar de estar inserido em um mercado de crescimento constante e de ser um dos carros mais baratos do mundo, o sub-compacto Nano ainda está longe de atender às expectativas iniciais da Tata. Lançado em 2009 com a missão de motorizar as novas famílias da Índia, o modelo passou longe de alcançar o ritmo de vendas esperado e corre sério risco de se tornar um fracasso. Ciente da situação, o chefão Ratan Tata, dono da marca, estipulou que se até 2017 o pequeno não emplacar, toda a produção será encerrada.
Fracasso? Tata Nano tem até 2017 para emplacar ou sairá de linha
Atualmente o Nano emplaca algo em torno de 2 mil carros por mês e tem mais de 10 mil unidades em estoque, inclusive com algumas unidades fabricadas ainda em 2013. A gigantesca fábrica que a Tata construiu para abrigar a produção do modelo opera com pouco mais de 10% da capacidade total e conta com diversos setores ociosos. As tentativas de alçar o modelo ao êxito foram muitas, mas problemas do projeto e inúmeros casos de incêndio acabaram por manchar a reputação.
Fracasso? Tata Nano tem até 2017 para emplacar ou sairá de linha
A estratégia da Tata agora consiste em tentar refinar o compacto, com direito a uma versão automatizada com acabamento ligeiramente melhorado e aspecto menos despojado. Se o plano vai dar certo ou não, temos até 2017 para saber.

Fotos: Tata Nano

Seja parte de algo grande