"Dieselgate não aconteceria numa empresa como a Mercedes", diz CEO

"Dieselgate não aconteceria numa empresa como a Mercedes", diz CEO
CEO do grupo Daimler (empresa controladora da Mercedes-Benz), Dieter Zetsche nunca escondeu sua opinião sobre o escândalo de emissões da Volkswagen. O executivo já chegou a dizer que o dieselgate representou um duro golpe para a indústria alemã e até mesmo defendeu uma ajuda à companhia compatriota na solução dos problemas. Nesta semana, porém, Zetsche foi mais direto e criticou em cheio a VW.
"Dieselgate não aconteceria numa empresa como a Mercedes", diz CEO
Em claras palavras disse: “um escândalo como este não aconteceria na nossa empresa”. Confiante nos princípios da Daimler, Zetsche afirmou que os próprios funcionários da empresa rejeitariam a proposta de fraude caso ela fosse sugerida. "A nossa empresa não quer e não fará as coisas desta maneira", completou. Vendas Com 1.871.511 unidades vendidas em 2015, crescimento de 13,4% na comparação com o ano anterior, a Mercedes logrou o quinto ano consecutivo de recorde nas vendas globais (leia mais).

Seja parte de algo grande

"Dieselgate não aconteceria numa empresa como a Mercedes", diz CEO

Foto de: Dyogo Fagundes