Brasileiro em 2016, Classe C alcança 8 milhões de unidades vendidas

A Mercedes-Benz comemora nesta semana a produção de 8 milhões de unidades da família Classe C. Veículo de maior sucesso comercial da empresa, o modelo nasceu em 1982 sob o batismo 190 e por ser o menor dos produtos da marca na época logo ganhou o apelido "Baby-Benz". Atualmente está na quinta geração, sendo vendido nas carrocerias sedã, cupê e perua e tendo como principais concorrentes os compatriotas Audi A4 e BMW Série 3. É produzido em quatro países e a partir de 2016 será fabricado também no Brasil.
Brasileiro em 2016, Classe C alcança 8 milhões de unidades vendidas
"Com o novo Classe C lançado no ano passado, continuamos uma história de sucesso que se estende por mais de 30 anos, sem fim à vista", disse Ola Källenius, Membro do Conselho de Administração da Daimler AG. Apesar do pouco tempo de mercado, a quinta geração do modelo já emplacou mais de 250 mil unidades em todo o mundo, sendo o sedã a carroceria mais vendida - especialmente nos Estados Unidos e na China. A station se destaca na Europa, onde é vendida principalmente para clientes comerciais.
Brasileiro em 2016, Classe C alcança 8 milhões de unidades vendidas
Primeiro carro da Mercedes a ser produzido em quatro continentes, o Classe C tem linhas de montagem em Tuscaloosa, nos EUA;  East London, na África do Sul; Pequim, na China; e Bremen, na Alemanha. A produção no Brasil será iniciada no ano que vem, mais precisamente na fábrica de Iracemápolis (SP) junto com o crossover GLA. Galeria Mercedes C250: 

Seja parte de algo grande