Land Rover pede que chineses não comprem cópia barata do Evoque

Ralf Speth, CEO da Jaguar Land Rover, pediu que os chineses evitem comprar o controverso Landwind X7, cópia descarada do Range Rover Evoque. "Espero que o consumidor chinês enxergue a real diferença e escolha o produto original no lugar do clone. Apostamos na desencadeamento de um processo de auto-regulação do próprio mercado para evitar esse tipo de prática", afirmou o executivo em entrevista à revista Autocar.
Land Rover pede que chineses não comprem cópia barata do Evoque
Envolvida na polêmica desde a apresentação do crossover-clone no ano passado, a Land Rover prometeu entrar na justiça contra a Landwind, mas posteriormente recuou. Isso porque as leis de direitos autorais variam de acordo com cada país e especialmente na China a fabricante britânica teria poucos poderes nos tribunais.“Eu realmente lamento que, de repente, o famoso ‘copiar-e-colar’ está acontecendo de novo”, comentou Speth à época.
Land Rover pede que chineses não comprem cópia barata do Evoque
Range Rover Evoque original "A China, do meu ponto de vista, tem bastante criatividade e poder de engenharia para fazer algo por conta própria sem precisar recorrer à pratica de clonagem", completou. Já disponível para os chineses, o X7 tem preço sugerido de  120.000 yuan (cerca de R$ 61.140) sendo oferecido com motor 2.0 turbo e opção de câmbio manual de seis marchas e automático de oito. Por sua vez, o Evoque sai por 448 mil yuan (R$ 229.800).

Seja parte de algo grande

Land Rover pede que chineses não comprem cópia barata do Evoque

Foto de: Dyogo Fagundes