Renault inaugura primeira fábrica na China com produção do Kadjar

Ainda que de maneira tardia levando em conta a importância e o tamanho do mercado, a Renault inaugura nesta semana sua primeira fábrica na China. Construída em apenas dois anos e operada em parceria com a fabricante local Dongfeng, a unidade fica sediada na metrópole de Wuhan, na região central do país, e tem capacidade para produzir anualmente 150 mil veículos (número que pode chegar a 300 mil no futuro). Recém-lançado, o SUV Kadjar é o primeiro modelo a sair das linhas de montagem. A prioridade da Renault será dada aos SUVs e, além do Kadjar, está prevista a produção de um modelo inédito, que será maior e ficará no lugar do Koleos. "Vemos uma explosão neste segmento na China e isto não vai parar. Chegamos tarde, mas com um bom produto para conquistar a China", disse o executivo Jacques Daniel. O segmento de crossovers representa atualmente 30% do mercado local, sendo também o de maior crescimento, com um aumento de 53% em 2015.
Renault inaugura primeira fábrica na China com produção do Kadjar
Diferente do Kadjar vendido na Europa, o modelo chinês conta com teto panorâmico, chassi 4x4 e suspensão traseira independente. O índice de nacionalização é na casa dos 80%.

Seja parte de algo grande