Só para emergentes: Renault confirma que Kwid não será vendido na Europa

Durante o Salão de Frankfurt, Carlos Ghosn confirmou que o Renault Kwid não será lançado na Europa. Esta foi a resposta do CEO da Renault-Nissan ao questionamento do site indianautosblog sobre o fato do modelo ser vendido no Velho Continente sob a marca Dacia, pertencente ao grupo Renault.
Só para emergentes: Renault confirma que Kwid não será vendido na Europa
Flagra - Renault Kwid Ele afirmou ainda que o Kwid foi desenvolvido prioritariamente para mercados emergentes como Índia, Africa e Oriente Médio, abastecidos pela fábrica da Renault na Índia. Outro país que a marca considera lançar o modelo é o Irã.
Leia também: Renault Kwid é pego no pátio da concessionária antes do lançamento
Só para emergentes: Renault confirma que Kwid não será vendido na Europa
No Brasil, o novo carro de entrada da marca será produzido em São José dos Pinhais (PR) e irá aposentar o veterano Clio em 2016. Com 3,68 metros de comprimento e 1,58 metros de largura, o Renault Kwid é baseado na plataforma CMF e terá o motor 1.0 12V de até 77 cv que já equipa os modelos Nissan March e Versa.
Só para emergentes: Renault confirma que Kwid não será vendido na Europa

Leia também: brasileiro em 2016, Renault Kwid aparece em possível versão Stepway
Internamente, o modelo traz soluções de custo baixo como painel com apenas um mostrador digital, comandos dos vidros elétricos no painel e portas inteiramente de plástico, sem forração de tecido. Destaque para a central multimídia com tela de 7″, GPS e Bluetooth.

Seja parte de algo grande