"Deve ser mais fácil vender Kwid no Brasil do que na Índia", diz executivo da Renault

  Renault Kwid no Salão de Nova Delhi Com crescimento nas vendas sem precedentes na Índia (150% em janeiro e 144% em dezembro), a Renault já começa a traçar planos ambiciosos para o país. Em entrevista ao Economic Times Auto, Gerard Detourbet, pai do Kwid, afirmou que o modelo deve ganhar variações sedã, SUV e picape.
"Deve ser mais fácil vender Kwid no Brasil do que na Índia", diz executivo da Renault
Inaugurada no Kwid, a base CMF-A seria uma ótima solução para desenvolver outros veículos compactos (com menos de 4 metros) para a Índia. Segundo Gerard, a Renault espera vender cerca de 1 milhão de veículos por ano com esta plataforma em 2020.
"Deve ser mais fácil vender Kwid no Brasil do que na Índia", diz executivo da Renault
Renault Kwid Racer Concept Mais fácil no Brasil Em entrevista ao site indiano, o vice-presidente sênior de design, Laurens Van Den Acker, disse que deve ser mais fácil vender o Kwid no Brasil do que no Índia. O executivo aposta na presença consolidada da marca por aqui e na menor concorrência (se referindo ao segmento popular) em relação ao mercado indiano.
"Deve ser mais fácil vender Kwid no Brasil do que na Índia", diz executivo da Renault
Renault Kwid Climber Concept Sobre a afirmação de que o compacto teria sido criado para a Índia, o executivo disse: "Nós nunca iriamos desenvolver um carro para apenas um mercado e o Kwid pode ser considerado um modelo global". Fonte: ETA/Indianautosblog

Seja parte de algo grande