GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil

A produção de veículos pela General Motors do Brasil está suspensa. A empresa colocou mais 6,2 mil trabalhadores das fábricas de São José dos Campos (SP) e de Gravataí (RS) em férias coletivas nesta segunda-feira (15). O principal motivo é a baixa demanda e estoques elevados, segundo os respectivos sindicatos de trabalhadores.
GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil
Na fábrica de Gravataí, onde são produzidos os modelos Prisma, Onix e Celta, cerca de 4,5 mil funcionários estão parados. Estima-se ainda que cerca de 900 funcionários tenham sido dispensados pela GM no complexo.
GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil
Chevrolet S10 2015 SIDI Flex Em São José dos Campos, no interior de São Paulo, cerca de 1,7 mil funcionários entraram em férias coletivas nesta segunda-feira (15).  Segundo o sindicado, o motivo da queda na atividade é o mesmo da unidade gaúcha: altos estoques nos pátios devido a queda de demanda. Na unidade paulista há também cerca de 780 trabalhadores com contrato temporariamente suspenso (layoff).
GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil
Nas duas fábricas, as férias vão até 30 de junho. "Estão mantidas apenas as produções de kits para exportação conhecidos como CKD, motores e transmissores", disse à Reuters uma fonte do sindicato.
GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil
Além disso, de 11 até 26 de junho, os 5,5 mil funcionários da fábrica da São Caetano do Sul (SP) estão em férias coletivas. Na fábrica são produzidos os modelos Cruze, Cobalt, Montana e Spin. Fonte: Reuters

Seja parte de algo grande

GM: 6,2 mil funcionários em férias coletivas e produção suspensa no Brasil

Foto de: Redação