Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho

Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Poucas coisas podem ser tão norte-americanas quanto o Dodge Durango. Um SUV de mais de cinco metros e mais de duas toneladas de peso, com um motorzão V6 de 3.6 litros e quase 300 cv, empurrado pela tração integral nas quatro rodas. Você talvez tenha visto pouco deles por aqui, afinal, não é tipo de carro mais indicado para nossas grandes cidades. Mas pegar uma estrada com a nova versão 2015 do jipão é uma beleza, desfrutando de seu novo câmbio automático de oito marchas e exibindo as mudanças visuais que o deixaram ainda mais invocado. Foi o que fizemos. O que é? Tradicional SUV da terra do Tio Sam, o Durango chegou ao Brasil em 2013 em duas versões (Crew e Citadel). Com o lançamento da linha 2015, fica disponível apenas na versão única Limited. Compartilhando plataforma com o Jeep Grand Cherokee, o modelo é produzido na fábrica de Detroit, Michigan. Imponente, o modelo recebeu retoques discretos no design, com destaque para os para-choques redesenhados, novas rodas de liga leve aro 20" e faróis do tipo projetor com LEDs diurnos. Na traseira, o que mais chama a atenção é nova lanterna à la Dodge Dart, com nada menos que 192 LEDs (!), ocupando toda a largura da tampa e avançando pelas laterais. O resultado é um belo efeito visual à noite.
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Na espaçosa cabine, as novidades ficam por conta do novo volante multifuncional, com borboletas para trocas manuais de marcha, e do console central reformado. Também está disponível o conhecido sistema multimídia Uconnect com tela central de 8,4", além de um novo quadro de instrumentos com a porção central configurável (tela multifuncional de TFT de 7") e do kit de entretenimento traseiro com leitor de Blu-ray e dois LCDs de alta definição de 9". O ar-condicionado automático tem três zonas de temperatura.
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Com capacidade para até sete pessoas, o interior é bastante amplo. Mesmo na terceira fileira, onde o espaço para as pernas costuma ser crítico, pessoas de estatura média se acomodarão sem problemas. Já o porta-malas tem capacidade para 490 litros, que podem chegar a 1.350 litros caso se rebata a última fileira de bancos e 2.390 litros com as duas fileiras rebatidas. Bem equipado, o Durango oferece diversos itens de segurança: sete airbags, controles eletrônicos de tração e de estabilidade (ESC) e pacote de assistência ativa que inclui também os controles de rolagem da carroceria (ERM) e de oscilação do reboque (TSC).
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Como anda? Na parte mecânica, as novidades do Durango 2015 ficam por conta do novo câmbio automático de oito marchas, que substitui o anterior de cinco velocidades, e do motor Pentastar V6 3.6 litros agora com 294 cv e 36 kgfm de torque - contra 286 cv e 35,4 kgfm do anterior. Ou seja, o "Dojão" ficou mais rápido nas trocas de marchas, sejam ascendentes ou descendentes, e ainda tem a vantagem de rodar com menor rotação em estrada. A eficiência energética também melhorou em 9%, de acordo com a Chrysler, o que seria suficiente para percorrer até 791 km com seu tanque de 93 litros de gasolina. Também há a função Eco Mode, que deixa as respostas mais suaves ao reduzir a sensibilidade do pedal do acelerador, entre outros parâmetros, lembrando que a função pode ser desativada por um botão no painel.
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
O test-drive foi feito 90% do tempo em estrada. No percurso entre São Paulo e a região de Campinas, no interior, o Durango mostrou que tem fôlego o suficiente para carregar seus mais de 2.200 kg de peso. Se pisar fundo, o Pentastar V6 não decepciona, mas cobra o preço com o (já esperado) alto consumo. Apesar de não haver tempo para uma medição urbana mais apurada, na estrada e sem muita preocupação em economizar, o Dodge marcou média de 15,2 l/100 km, ou seja, 6,5 km/l. Dirigindo com um pouco mais de moderação, chegou a 8,5 km/l. Ao volante, o Durango parece "exagerado" na cidade. Devido aos 5,11 metros de comprimento, o gigante requer mais atenção no uso diário, principalmente em estacionamentos de shopping e vagas apertadas nas ruas. Na estrada, porém, anda muito bem e não balança tanto assim, considerando seu porte. A suspensão é bem robusta e apesar de pensada para o mercado norte-americano (bem macia), enfrentou bem os pisos irregulares e buracos, mesmo com as enormes rodas aro 20". Uma ressalva apenas para o pedal do freio, com curso um tanto longo e de reposta mais lenta que o desejável. Tecnicamente, o utilitário conta com tração integral, suspensão independente nas quatro rodas (braços curtos e longos na frente e braços múltiplos atrás) e subchassi na dianteira e na traseira. Outro detalhe importante é a distribuição de peso ideal entre os eixos (50/50).
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Quanto custa? De acordo com a Dodge, o público alvo do Durango são homens casados com mais de 45 anos (70% dos compradores). Por ser um modelo de topo, a expectativa de vendas é modesta, algo em torno de 25 carros por mês no Brasil. Disponível em versão única Limited, é uma boa pedida para quem procura um carro familiar cheio de mimos, espaçoso e equipado com motor V6 - desde que o preço de R$ 239.900 não seja um impeditivo. Ficha Técnica: Dodge Durango Limited 2015 Motor: dianteiro, transversal, seis cilindros em V, comando duplo, 24V, gasolina, 3.604 cc; Potência: 294 cv a 6.400 rpm; Torque: 36 kgfm a 4.800 rpm; Transmissão: automática de oito marchas, tração integral; Direção: assistência hidráulica Suspensão: independente McPherson na dianteira e multilink na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira Pneus: 265/50 R20; Dimensões: comprimento: 5,11 metros, largura: 1, 92 m, altura, 1,80 m, entre-eixos: 3,04 m; Capacidades: tanque: 93 litros, porta-malas: de 490 a 2.390 litros; Peso: 2.262 kg. Galeria de fotos:
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho
Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho

Seja parte de algo grande

Volta Rápida: novo Durango muda estilo e ganha desempenho

Foto de: Julio Cesar