Brasil renova acordo automotivo com o México e sistema de cotas continua

Chevrolet Tracker Nesta segunda-feira (9), o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Armando Monteiro, renovaram o acordo automotivo com o México. O tratado prevê a manutenção do sistema de cotas até o 2019, e partir desta data o livre comércio.
Brasil renova acordo automotivo com o México e sistema de cotas continua
Com o novo pacto, o país pode exportar US$ 1,56 bilhão ao México, valor inferior ao US$ 1,64 bilhão praticado nos últimos 12 meses, que termina no próximo dia 18. Todavia, a cota será reajustada em 3% anualmente, no mês de março. Dessa forma, no último ano em que estiver em vigor (2019), a cota será de US$ 1,7 bilhão e o excedente será taxado em 35% entre 2015 e 2018, e 40% a partir de 2019.
Brasil renova acordo automotivo com o México e sistema de cotas continua
Outro detalhe previsto no acordo é que 70% da cota cabe ao país exportador, ou seja, ele é quem vai decidir como será feita a distribuição entre as empresas. Os 30% restantes ficam a critério do país importador.
Brasil renova acordo automotivo com o México e sistema de cotas continua
Importante mencionar que o acordo foi feito com base no equilíbrio para os dois países, uma vez que o Brasil passa pelo primeiro déficit comercial anual em vários anos e o México se tornou o maior produtor da América Latina em 2014, superando a produção brasileira. Com o fim deste acordo, em 2019, deve vigorar o livre comércio entre os dois países.

Seja parte de algo grande