Saia justa: diretora de comunicação da Toyota é presa no Japão

Julie Hamp Diretora global de comunicação da Toyota, Julie Hamp foi presa nesta semana no Japão acusada de enviar ao país medicamentos analgésicos de uso estritamente controlado. Há aproximadamente dois meses no cargo, a executiva foi detida depois de a polícia japonesa encontrar os remédios em um pacote identificado com a inscrição "colares" enviado dos Estados Unidos e endereçados a ela. Segundo a imprensa nipônica, a substância encontrada era oxicodona, que só poderia ter entrado no país mediante autorização do governo.
Saia justa: diretora de comunicação da Toyota é presa no Japão
Akio Toyoda, CEO da marca Mulher detentora do mais alto cargo dentro da Toyota, Hamp chegou ao posto em abril como parte de um esforço da empresa para quebrar o tabu de escolher apenas executivos homens e japoneses ou descendentes. A prisão causou grande saia justa para a marca, que teve de cancelar o evento de lançamento de uma nova linha de motores diesel para evitar questionamentos. CEO do grupo, Akio Toyoda desculpou-se e disse acreditar que Julie não tinha a intenção de contrariar as leis do país.

Seja parte de algo grande