MINI vai abrir mão de novos modelos para focar na linha atual

A MINI confirmou recentemente que vai abrir mão de lançar novos modelos no mercado para racionalizar o portfólio já existente. Membro do Conselho Administrativo da BMW AG, Peter Schwarzenbauer afirmou que o objetivo é "reposicionar a marca" e dar total atenção aos cinco modelos que já existem (Cooper 2 portas, Cooper 4 portas, Clubman, Cabrio e Countryman). Dessa forma, fica subentendido que não serão lançadas novas gerações para as derivações Coupé, Roadster e Paceman (foto no fim do post), além de carros inéditos como o Rocketman e o Superleggera.
MINI vai abrir mão de novos modelos para focar na linha atual
"Desde a sua criação, em 1959, a marca MINI sempre foi sinônimo de ideias, inspiração e paixão. Isso não vai mudar", afirmou Schwarzenbauer. No entanto, a meta é alinhar cada vez mais a marca com o segmento premium, que segundo previsões internas deve crescer algo em torno de 27% até 2020. Nesse sentido, o Cooper deve responder por mais 30% das vendas totais da marca, enquanto a versão JCW deve vender praticamente o dobro do que emplaca hoje.
MINI vai abrir mão de novos modelos para focar na linha atual
 

Seja parte de algo grande