Fiat diz que substitutos de Bravo e Linea ficarão prontos em 2016

Depois de reconhecer que a Fiat não mais voltará a ser uma marca de massa na Europa, Sergio Marchionne, CEO do grupo FCA, confirma a estreia de duas novidades inéditas no ano que vem. Em conversa com jornalistas durante o Salão de Genebra, o executivo adiantou que dois novos modelos médios serão lançados no continente dentro do prazo de um ano. Detalhes sobre os lançamentos ainda são limitados, mas as apostas recaem sobre um hatchback para suceder o Bravo e um sedã para ocupar o lugar do Linea.
Fiat diz que substitutos de Bravo e Linea ficarão prontos em 2016
Ambos os modelos serão produzidos na Turquia e atenderão a públicos diferentes dentro da Europa. Conforme apontam especulações, o dois volumes brigará no segmento de hatches médios mas não fará frente diretamente ao VW Golf, líder isolado da categoria. A estratégia da Fiat será posicionar o modelo junto a rivais considerados alternativos como o Citroën C4 e o Nissan Pulsar. A linguagem de design ainda é uma incógnita e há grandes chances de uma nova filosofia ser inaugurada.
Fiat diz que substitutos de Bravo e Linea ficarão prontos em 2016
O sedã, por sua vez, terá como principais mercados os países do Leste Europeu. A produção será turca e a plataforma a ser usada será a B-Wide, já usada no 500L e que também estará presente no sucessor do Bravo. Ambos os lançamentos serão inéditos e sem qualquer relação com a dupla Viaggio/Ottimo, comercializados apenas na China.

Galeria: Fiat Bravo/Linea

Seja parte de algo grande