VW Phideon: novo sedã grande é para dono andar no banco de trás

A Volkswagen levará para a edição deste ano do Salão de Genebra, na Suíça, uma atração que curiosamente ficará longe da Europa. Anunciado recentemente, o sedã Phideon será vendido exclusivamente na China e começará a ser produzido em parceria com a fabricante local SAIC no final deste ano. Posicionado acima do Passat, será um dos modelos mais caros da Volks à venda no mercado asiático.
VW Phideon: novo sedã grande é para dono andar no banco de trás
Medindo 5,05 metros de comprimento, 1,87 de largura e 1,48 de altura, o Phideon é o primeiro Volkswagen montado sobre a plataforma modular MLB (para carros com motores longitudinais). Foi desenvolvido em grande parte na Alemanha e, segundo a marca, servirá aos chineses tanto como um carro próprio quanto como um sedã executivo para ser guiado por motorista particular. O design carrega os típicos traços da marca e lembra bastante o Passat.
VW Phideon: novo sedã grande é para dono andar no banco de trás
Sob o capô, será oferecido com motores 2.0 turbo e 3.0 V6, ambos a gasolina. Uma versão híbrida também será produzida, mas detalhes não foram revelados até agora. Por ser destinado especialmente à China, o Phideon está descartado como sucessor do Phaeton - este esperado para 2020. Galeria Volkswagen Phideon:

Seja parte de algo grande