Marchionne recebeu 68% menos da FCA em 2015: "apenas" € 10 milhões

Depois de quantias consideráveis recebidas em anos anteriores, os ganhos de Sergio Marchionne na FCA em 2015 sofreram uma considerável queda. Conforme anunciado nesta semana, o CEO viu entrar na sua conta em 2015 "apenas" 10 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões numa conversão direta), o que representa redução de 68% na comparação com o valor pago no ano anterior. O montante corresponde a € 3,6 milhões de salário e € 6,3 milhões em compensações e incentivos.
Marchionne recebeu 68% menos da FCA em 2015: "apenas" € 10 milhões
O motivo da redução não foi esclarecido, mas vale lembrar que a FCA tem investido pesadas quantias em novos lançamentos e planos de expansão, de modo a direcionar recursos para áreas de maior prioridade. A efeito de comparação, Marchionne embolsou em 2014 € 24,7 milhões, sendo recompensado especialmente por liderar as negociações com a Chrysler na formação do atual grupo FCA.

Seja parte de algo grande