GM, Ford e Fiat registram prejuízo nas operações da América do Sul

O agravamento do momento delicado pelo qual passa a economia brasileiro (a maior da América do Sul) fez com que boa parte das montadoras que atuam nesta região amargassem prejuízos em 2015. Conforme informa o Valor EconômicoGeneral Motors, Ford, Fiat e MAN foram as fabricantes que mais registraram resultados negativos. A explicação está diretamente ligada com a queda brusca do ritmo de vendas, mas também em questões como aumento dos custos de produção, reestruturação dos negócios e desvalorização das moedas locais em relação ao dólar.
GM, Ford e Fiat registram prejuízo nas operações da América do Sul
No caso da GM os prejuízos foram de US$ 575 milhões, mais que o dobro do valor registrado em 2014 (US$ 269 milhões). Na Ford, as perdas foram de US$ 537 milhões (menores que os US$ 975 milhões amargados no ano passado), ao passo que na Fiat o resultado negativo chegou a US$ 126 milhões (ante os US$ 184 milhões de lucro alcançados em 2014). A MAN, por sua vez, perdeu US$ 49 milhões e ficou longe do lucro de US$ 82 milhões obtido em 2014. Apenas estas quatro marcas divulgaram os resultados da América do Sul separadamente.

Seja parte de algo grande