Andar no corredor é mais seguro para moto, diz estudo

Um estudo no qual se baseia a nova legislação da Califórnia, diz que circular de moto pelo corredor é relativamente mais seguro para motociclistas - ainda mais seguro que ficar apenas atrás dos carros. O estudo da Universidade da Califórnia em Berkeley avaliou 6.000 colisões de trânsito envolvendo moto entre junho de 2012 e agosto de 2013, dos quais apenas 1.000 desses acidentes envolveram motos que circulavam pelo corredor. A pesquisa do estudo mostra que os motociclistas que andam no corredor apresentam consideravelmente menos probabilidade de sofrer danos graves em seus acidentes em relação aos outros que não andavam no corredor no momento da colisão.
Andar no corredor é mais seguro para moto, diz estudo
Os resultados são importantes, porque eles são a base para a legislação pendente da Assembleia da Califórnia, e seguiu para uma votação. A nova lei proposta permitiria motocicletas nos corredores, no estado da Califórnia, desde que o condutor da moto não esteja 20 km/h mais rápido que o tráfego ou com velocidade superior a 80 km/h. Propondo um "diferencial de velocidade" seguro de 20 km/h e uma velocidade máxima de 80 km/h nos corredores, o estudo mostra que os motociclistas se colocam mais em risco ao superar essas velocidades.
Andar no corredor é mais seguro para moto, diz estudo
"Tanto a velocidade do tráfego como o diferencial de velocidade da motocicleta foram significativamente associados com a ocorrência de lesões na cabeça, tronco e nas extremidade", segundo o estudo. "Descobrimos que a velocidade diferencial da motocicleta é um forte indicador de lesão do que a velocidade geral do tráfego." O estudo também descobriu que por lá os motociclistas que trafegam no corredor eram motociclistas mais seguros e precavidos, em geral, que os outros, utilizando melhores capacetes e demais equipamentos de segurança, além de serem menos propensos a estar pilotando sob a influência de álcool.
Andar no corredor é mais seguro para moto, diz estudo
Um quarto dos acidentes analisados envolveu motocicletas Harley-Davidson, com um pouco menos Honda, seguido em ordem por motos feitas pela Yamaha, Suzuki e Kawasaki. Mais de 90% dos pilotos envolvidos nos acidentes eram do sexo masculino. Mais de 60% tinham menos de 45 anos e 80% tinham licenças apropriadas. Mais acidentes ocorreram no sábado do que qualquer outro dia da semana, com a terça-feira sendo o dia mais seguro. Surpreendentemente, pelo lado positivo, o álcool estava envolvido em apenas 3% de todos os acidentes de moto, com o motociclista utilizando ou não o corredor.
Andar no corredor é mais seguro para moto, diz estudo
Também surpreendentemente, os motociclistas que temem ser atingidos por carros na traseira, e que usam o corredor como uma maneira de evitar esse tipo de colisão, têm menos a temer do que eles imaginam. Esse tipo de colisão representou menos de 5% de todos os acidentes de moto. Motociclistas que utilizam o corredor, por outro lado, estão consideravelmente mais propensos a colisões traseiras.

Seja parte de algo grande