Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel

Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
No começo deste ano fomos até Reykjavik, na Islândia, para explorar o potencial do novo Discovery Sport na neve. Sim, foi possível conhecer todos os recursos do modelo, mas quando neva aqui no Brasil? Então, para marcar a chegada da versão com motor 2.2 turbodiesel ao mercado nacional, a Land Rover nos convidou para uma expedição com tempero brasileiro. Em um roteiro de mais 400 quilômetros, tivemos a oportunidade de fazer o que poucos proprietários terão coragem. Acomode-se em um dos sete assentos, aperte o cinto e venha chacoalhar o esqueleto conosco na expedição Discovery Sport Diesel.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Antes de cair na estrada, vale relembrar algumas informações a respeito do carro. Com vendas iniciadas no mês passado, o Discovery Sport equipado com motor 2.2 SDI turbodiesel dispõe de 190 cv de potência e o excelente torque de 42,8 kgfm entregues a apenas 1.750 rpm. Outra diferença em relação ao modelo a gasolina é a autonomia de até 900 quilômetros. Associado ao câmbio automático de nove marchas, tem tração integral gerenciada pela última geração do sistema Terrain Response, o qual permite escolher modos de condução específicos para cada terreno. Percebeu que é o mesmo conjunto mecânico do Evoque? Sim, e exatamente por isso os dois serão os primeiros carros que sairão da linha de montagem da nova fábrica do grupo Jaguar Land Rover que está sendo concluída em Itatiaia (RJ).
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Apesar de preços e conjunto mecânico semelhantes, a briga do Discovery Sport será fora de casa. O alvo são os compradores dos SUVs a diesel grandalhões, que gastam valores próximos em modelos como o Toyota SW4 e Chevrolet Trailblazer. Olhando friamente as dimensões, o Discovery é menor e mais baixo do que os dois. Mas por dentro, há muita diferença em favor do modelo britânico. O projeto mais recente traz maior espaço interno e melhor acomodação para os sete ocupantes. O padrão de dirigibilidade também é superior, comparado mais aos carros de passeio do que aos concorrentes construídos sobre chassi. Partimos da divisa entre São Paulo e Guarulhos em direção ao Parque Nacional do Itatiaia, região serrana e que esconde diversas trilhas. O início do percurso é feito pela Ayrton Senna, rodovia com bom pavimento e fluxo tranquilo. Neste início mais pacato, observo acabamento com mais calma.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Vários elementos são emprestados do Evoque, como botões e a manopla giratória de acionamento do câmbio que emerge do console. A identidade da Land Rover se faz presente em toda a parte, com encaixes perfeitos, couro de boa qualidade, consistência e refinamento nas costuras e arremates. O ar-condicionado é digital de duas zonas e com saídas na coluna B para atender aos passageiros traseiros. A central multimídia tem navegação confusa, mas em compensação a versão que estamos (HSE) traz sistema de áudio da Meridian de primeira linha com 16 alto-falantes, subwoofer e 825 watts de potência. Também é possível configurar a iluminação ambiente em cinco cores.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Na estrada, o rodar é suave, a direção elétrica tem precisão adequada e as respostas ao acelerador são vigorosas. Qualquer ultrapassagem se torna fácil e segura. A visibilidade é também é muito boa e o nível de ruído interno é baixíssimo, lembrando que estamos a bordo da versão a diesel (que costuma ser mais barulhenta). Depois de algumas horas no asfalto e passando por Visconde Mauá, Penedo, Resende e na tríplice divisa entre São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, chegamos a uma serra ainda pavimentada. Curvas fechadas nos mostram que a rolagem da carroceria é pequena, próxima a de um sedã, o que torna a coisa mais interessante.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Pelo rádio, o carro líder do comboio avisa que a coisa vai complicar. Agora chegamos ao início das trilhas. No começo, o negócio é leve. Dou uma olhada na valeta e passo tranquilamente. Uma subida à esquerda exige uma manobra mais calma, mas passamos tranquilamente graças aos 212 milímetros de altura livre do solo. Logo a vegetação começa a ficar mais próxima do carro e o espaço vai se afunilando até chegarmos a um pequeno riacho. Chegar aqui com um carro comum era possível, chorando, mas era. Só que agora... Atravesso com cuidado, pois pedras pontiagudas podem rasgar um dos pneus. Medo de água? Tranquilo, o Discovery Sport consegue atravessar trechos com profundidade de até 600 mm.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Seguimos o roteiro enquanto a terra seca dá lugar à grandes áreas de lama e mais água. Aproveito para testar o Terrain Response no modo "lama". No mesmo instante, as respostas do motor, da transmissão e dos diferenciais são otimizadas para garantir o máximo de tração. Aquela "sambada" de traseira é sensivelmente diminuída e é possível sentir a tração trabalhando para conseguir o máximo de aderência. Ao acionar este modo, também é ativado o HDC (controle de descida).
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Para vê-lo em funcionamento é necessário um pouco de fé, pois no mesmo momento sou alertado que teremos uma "pirambeira" à frente. É preciso exorcizar os medos e liberar o pedal do freio para que o controle automático da descida com velocidade constante seja executado. Você pode achar que é fácil ter essa frieza, mas quando o negócio é íngreme e tem lama na jogada é preciso muita confiança para não meter o pé no freio (isso desativa o sistema) e colocar em risco a descida. Confesso que, se não fosse assim, dificilmente utilizaria o recurso nesta condição. Da mesma forma, há o HSA, que garante que o veículo não se mova para trás ao acelerar numa subida.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Depois de quatro horas no roteiro fora-de-estrada, ainda faltam alguns belos quilômetros até chegarmos a mais de 2.400 m de altitude em relação ao nível do mar. Pelo rádio, recebo a informação de que os primeiros carros do comboio já estão sob forte chuva e a visibilidade ficou bastante prejudicada. Achei bom, pois teria mais lama, mais desafio. Os faróis de xênonio cortam as árvores de mata fechada, enquanto olho para trás e vejo pelo teto solar panorâmico nuvens bastante carregadas.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Hora de acionar novamente o modo "lama" do Terrain Response e seguir subindo. Durante todo o percurso, mesmo com o tempo fechado, o Discovery Sport ofereceu muita segurança para avançar em velocidades não muito pacatas. Claro que, ao encontrar travessias e até algumas pontes de conservação questionável, era preciso mais atenção.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Noite chegando, relógio marcando quase 20h00 e até então não sabíamos onde passaríamos a noite. O líder do comboio apenas alertava pelo rádio que o local seria em um dos pontos mais altos do Parque, mas não especificou. Geralmente, test-drive de lançamento termina em um hotel ou pousada, mas não foi este o caso. Depois de cinco horas de off-road, chegamos a uma vila criada pela Land Rover no topo do Parque.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Meio no escuro, logo notei várias cabanas individuais de madeira. Lá em cima, a temperatura caiu rapidamente para perto de um dígito. Em uma estrutura maior, fomos recebidos por executivos e o pessoal de apoio da marca. Fim do dia, hora de repor as energias.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Só na manhã do outro dia que tivemos ideia de onde estávamos. A mais de 2.400 metros de altitude, foi possível apreciar os vales encobertos por nuvens brancas e os principais picos do Parque. Mas foi por pouco tempo, pois logo fomos convocados para pegar um "atalho" pela estrada histórica do parque, um acesso mais rápido até a BR-354, sentido Itatiaia com destino às instalações da nova fábrica da Jaguar Land Rover no Brasil.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Antes pegar a estrada novamente, algumas considerações sobre a versão a diesel. Para começar, o carro é muito confortável e ágil. A entrega do torque pleno a 1.750 rpm é um dos grandes atrativos tanto para a estrada como para encarar as pirambeiras do off-road. É um SUV que visa um público mais familiar, que precisa de espaço e tem vida ativa fora da cidade. Outro recurso que facilita a vida dos aventureiros e esportistas são os bancos individuais.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
Mesmo na configuração de sete lugares, é possível rebater integralmente a terceira fila (como era na Zafira) e também individualmente a fila do meio. Assim, dá para levar uma prancha de surfe ou uma bicicleta e ainda acomodar dois ou três passageiros atrás. Não é um carro bruto como o SW4 ou Trailblazer, mas pode satisfazer muito bem ex-donos destes modelos. O consumo é outro diferencial, sendo capaz de rodar mais de 900 quilômetros com um tanque. Em nossa avaliação, registrávamos média de 12 km/litro na estrada, mas o off-road a fez cair bastante. No fim, com pouco mais de 500 quilômetros rodados (considerando rodovia pavimentada e off-road), a autonomia indicava combustível para rodar pouco mais de 100 quilômetros. Ou seja, é carro para se aventurar muito mais do que procurando vaga no shopping sábado à tarde...
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
O fim da programação previa uma passagem pela nova fábrica do grupo no Brasil, mas não foi bem assim. Temporariamente, a Jaguar Land Rover aluga parte de uma fábrica ao lado das construções da sua, realizando naquele local o treinamento intensivo dos funcionários. Todos os colaboradores fazem um curso rápido no SENAI em parceria com a JLR e depois são recebidos no Centro de Treinamento temporário.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
A marca destaca que todo o treinamento está sendo feito com metodologias inovadoras no país, com forte apoio tecnológico sob supervisão de liderança britânica. Como a qualidade e luxo são características intrínsecas à montadora, o objetivo é conseguir que a qualidade final da montagem seja melhor do que a obtida no Reino Unido (lá sai um carro da linha a cada 90 segundos e aqui a previsão é de um carro a cada uma hora e meia). Sem falar em data específica, os executivos apenas confirmaram que as primeiras unidades do Discovery Sport e Evoque sairão da linha de montagem no primeiro semestre 2016. Preços O Discovery Sport 2.2 SD4 diesel é vendido em três versões, assim como a opção a gasolina. A versão de entrada é a SE e custa R$ 218.100. Vem equipada com freios ABS, controle eletrônico de tração ETC, EBD, controle de frenagens em curvas CBC, assistente de frenagem de emergência EBA, controle dinâmico de estabilidade DSC, sete airbags, retrovisores elétricos, sistema de ignição stop/start, sistema de áudio Land Rover com 6 alto-falantes com tela touchscreen de oito polegadas, conexão Bluetooth® com streaming de áudio e entrada USB, rodas de 18 polegadas, faróis de neblina, bancos com revestimento em couro e tecido, assentos dianteiros com oito ajustes elétricos, sensor de estacionamento com câmera de ré, ar condicionado dual zone. A intermediária HSE custa R$ 242.700 e adiciona rodas de cinco raios e aro de 19 polegadas, bancos integralmente em couro, assentos reclináveis e deslizantes na segunda fileira e sistema de áudio Land Rover com 11 alto-falantes (incluindo subwoofer), além de acabamento diferenciado na grade dianteira e entradas de ar. A topo de gama é HSE Luxury, que custa R$ 270.700 e traz faróis de xenônio com assinatura em LED, teto solar panorâmico, bancos em couro Windsor climatizados, sistema de áudio Meridian com 16 alto-falantes e um subwoofer com 825W de potência, navegador GPS, rodas de liga leve 19 polegadas, iluminação interna configurável e duas entradas USB na segunda fileira de bancos. A versão também conta com teto panorâmico fixo.
Expedição: Desbravamos o Parque Itatiaia com o novo Discovery Sport a diesel
A Land Rover fechou uma parceria com o Banco Alfa para oferecer um seguro mais atrativo, citando como exemplo um perfil masculino na faixa de 35 anos residente em São Paulo com o valor de R$ 5,8 mil. Para quem está preocupado com as revisões, a marca oferece um plano que inclui a manutenção preventiva por cinco anos ao valor único de R$ 1.900.

Fotos: Expedição Discovery Sport - Itatiaia (RJ)

Seja parte de algo grande