Segredo: Fiesta 1.0 Ecoboost estreia no Brasil em 2016

A Ford já prepara sua investida contra a Volkswagen no uso de motores 1.0 turbo. Enquanto a VW saiu na frente e vai lançar seu 3-cilindros turbinado no up! nas próximas semanas, a marca do oval azul trabalha para que o Ecoboost 1.0 estreie no Fiesta brasileiro em 2016. Trata-se basicamente do mesmo motor 1.0 3-cilindros usado no Ka, mas com a adição da injeção direta e do turbocompressor, entre outras mudanças. Diferentemente da VW, no entanto, a oferta do Ecoboost deverá ser mais contida, ao menos no começo. Caberá ao Fiesta fazer a estreia, provavelmente em versão única. Detalhes ainda são limitados, mas, pelo que apuramos, a potência ficará na casa do atual 1.6 - o que nos leva à configuração de 125 cv e 17 kgfm já existente na Europa. Também ainda não sabemos se haverá injeção flex logo de início, bem como a oferta do câmbio Powershift de seis marchas (automatizado de dupla embreagem) em opção ao manual de cinco velocidades.
Segredo: Fiesta 1.0 Ecoboost estreia no Brasil em 2016
A estratégia da VW será mais abrangente: o 1.0 TSI será oferecido como opcional livre em quase todas as versões do up! (exceto o Take up! de entrada), com custo inferior a R$ 3 mil - pelo que sabemos até então. Também com injeção direta e turbo, o motor alemão rende 105 cv e 16,8 kgfm quando abastecido com etanol (será flex logo na estreia). Além de equipar um carro de entrada, o novo TSI terá como premissa a economia de combustível, prometendo ser mais eficiente até que sua versão aspirada - que, segundo nossos testes, já faz do up! o carro mais econômico do Brasil, tirando os híbridos. Curioso lembrar que foram justamente Volkswagen e Ford as primeiras a apostar no uso de motores 1.0 sobrealimentados no começo dos anos 2000. A VW teve seu 1.0 16V turbo de 112 cv oferecido no Gol e na Parati, enquanto a Ford lançou mão de um 1.0 Supercharger (compressor mecânico) de 95 cv no Fiesta. Naquela época, porém, a ideia era entregar mais desempenho por um preço menor, se valendo da cobrança inferior de IPI para motores de até 1 litro.
Segredo: Fiesta 1.0 Ecoboost estreia no Brasil em 2016
Desta vez a proposta é mais abrangente, incluindo, além da performance, também a eficiência. Tanto que os antigos 1.0 turbo da VW e 1.0 supercharger da Ford tinham fama de gastões. Agora com a estratégia do downsizing (1 cilindro a menos, neste caso) e o uso de injeção direta, entre outras tecnologias, vai propiciar uma economia de combustível melhor que a de motores 1.6 aspirados. Futuras aplicações devem incluir Fox e o novo Gol, pelo lado da VW, e o novo EcoSport, pelo lado da Ford.

Seja parte de algo grande

Segredo: Fiesta 1.0 Ecoboost estreia no Brasil em 2016

Foto de: Daniel Messeder