FCA: Marchionne quer voltar a negociar fusão com GM em 2017

Se enganou completamente quem pensou que Sergio Marchionne iria desistir de realizar "o negócio de sua vida" depois de ter tomado um "não" como resposta da General Motors. Em entrevista ao Wall Street Journal, um porta voz da FCA afirmou que os planos de fusão não foram abortados e que novas investidas junto à gigante de Detroit serão feitas no futuro. "Não desistimos de negociar com a GM. Posso adiantar que o tempo não é problema para nós" declarou John Elkann.
FCA: Marchionne quer voltar a negociar fusão com GM em 2017
"Em 2012 tivemos uma conversa, em 2015 tivemos outra. Podemos ter outra aproximação em 2017 ou 2018", completou o executivo. De acordo com Elkann, a persistência é justificada pelo fato de o chefão Marchionne considerar a GM de longe a melhor opção para a tão especulada fusão. Por outro lado, a FCA carrega dificuldades que afastam o interesse do eventual parceiro: baixas margens de lucro, riscos quanto ao crescimento na Europa e projetos atrasados.

Seja parte de algo grande