Rússia diz que GM vai se arrepender de ter reduzido participação no país

A redução das atividades da General Motors na Rússia definitivamente não foi vista com bons olhos pelos dirigentes do país. Em entrevista concedida ao portal local Sputnik News, Dmitry Peskov, porta-voz do governo, afirmou que lamenta a medida tomada pela empresa. De acordo com o informante, o mercado voltará a crescer depois de passada a crise político-econômica que afeta o país e a Chevrolet se arrependerá da decisão. "Outra marca ocupará o espaço deixado e a GM certamente sairá perdendo", disse.
Rússia diz que GM vai se arrepender de ter reduzido participação no país
Conforme já noticiado nos últimos dias, a GM cancelou as operações da Opel e retirou quase toda a linha Chevrolet à venda no mercado russo. Da considerável gama ofertada no país, apenas Covertte, Camaro e Tahoe seguem disponíveis. Modelos como Cobalt, Cruze, Sonic, Malibu e Orlando saíram do catálogo. Além disso, a fábrica sediada em São Petersburgo terá atividades encerradas nos próximos meses e o contrato com a empresa local GAZ será suspenso até o fim do ano.
Rússia diz que GM vai se arrepender de ter reduzido participação no país
Apenas será continuado o projeto de expansão da Cadillac, que tem alcançado números comerciais crescentes graças à classe rica do país.

Seja parte de algo grande

Rússia diz que GM vai se arrepender de ter reduzido participação no país

Foto de: Dyogo Fagundes