Objeto de desejo: Maserati vai ocupar lugar da Ferrari na FCA, diz Marchionne

Conceito Kubang dará origem ao Levante, primeiro SUV da marca Durante entrevista concedida recentemente à agência Bloomberg, Sergio Marchionne revelou que a Maserati tende a ganhar mais importância dentro da FCA depois da saída da Ferrari - que foi desmembrada do grupo e teve 10% de suas ações vendidas para gerar capital. Segundo o chefão, a meta para os próximos três anos é dobrar as vendas da fabricante do tritão e ampliar as margens de lucro, hoje de 10%, para algo na casa dos 15%. A efeito de comparação, o lucro médio deixado pela Ferrari atualmente é de 13%.
Objeto de desejo: Maserati vai ocupar lugar da Ferrari na FCA, diz Marchionne
Uma das metas é tornar a marca verdadeiro objeto de desejo "Sem dúvidas a Maserati se tornou nossa marca mais cobiçada e exclusiva", explicou Marchionne. Controlada pela Fiat desde 1993, a fabricante tem todo seu plano de crescimento baseado no lançamento de novos modelos. O foco principal tem sido dado ao SUV Levante, primeiro da marca na categoria, mas além dele haverá um inédito cupê de entrada (versão de produção do conceito Alfieri). Faz parte do plano ainda tornar a empresa mais desejável e evitar a concessão de generosos descontos, como visto em alguns mercados.

Seja parte de algo grande

Objeto de desejo: Maserati vai ocupar lugar da Ferrari na FCA, diz Marchionne

Foto de: Dyogo Fagundes