Perto de renovar, Ford Ranger passa de 700 mil unidades na América do Sul

Com o lançamento da nova Ranger iminente no Brasil, a Ford tem outros bons motivos para comemorar. Neste mês, a picape média da marca do oval azul ultrapassou a marca de 700 mil unidades vendidas na América do Sul. As primeiras unidades desembarcaram por aqui importadas dos Estados Unidos em 1994. Três anos depois, a Ranger começou a ser produzida na Argentina. Em 2012 a Ford lançou a atual geração global da picape, crescendo em porte, qualidade de condução e muito mais conforto.
Perto de renovar, Ford Ranger passa de 700 mil unidades na América do Sul
E a versão renovada da picape já tem data para chegar no mercado brasileiro: primeira quinzena de abril. A nova Ranger, além de alterações visuais, também trará mais tecnologia e conectividade além de evoluções mecânicas. A Fora já revelou o interior, confirmando um painel totalmente novo com o sistema de conectividade SYNC® MyFord Touch com uma grande tela de 8 polegadas sensível ao toque. O quadro de instrumentos também muda, passando a adotar padrão digital semelhante ao do Fusion. Também confirmado é novo o controle eletrônico da caixa de transferência com modos 4×2 ou 4×4 acionados por botão no painel em velocidades de até 120 km/h. Controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e controle de carga adaptativo estão entre os principais itens.
Perto de renovar, Ford Ranger passa de 700 mil unidades na América do Sul
Debaixo do capô não haverá mudanças, permanecendo os motores da linha atual formados pelo 2.5 Duratec de 173 cv, 2.2 turbodiesel Duratorq de 150 cv e 3.2 turbodiesel Duratorq de 200 cv. Segundo a força, cerca de 65% das vendas da Ranger no Brasil são nas versões a diesel e com tração 4×4.

Seja parte de algo grande