BMW vai ampliar produção no Brasil para driblar variações do câmbio

A BMW confirma que irá aplicar novos investimentos em breve no Brasil para ampliar a produção e elevar o índice de nacionalização dos modelos produzidos em Araquari (SC). Ian Robertson, da área de vendas e marketing, anunciou em entrevista recente ao Valor Econômico que além de cumprir com as obrigações impostas pelo Inovar Auto, a medida é uma estratégia para driblar a volatilidade do câmbio e equilibrar a montagem local com as importações.
BMW vai ampliar produção no Brasil para driblar variações do câmbio
Apesar das incertezas em relação ao andamento da economia e consequente abalo no mercado, Robertson garante não haverá impactos na estratégia comercial já traçada pela marca. Segundo o executivo, os investimentos para o Brasil foram pensados especialmente para médio e longo prazos e o potencial do país no segmento premium é gigantesco. Modelos de luxo representam apenas 1,5% do mercado nacional atualmente, enquanto em outros emergentes como Índia e Rússia essa porcentagem é de 10%.
BMW vai ampliar produção no Brasil para driblar variações do câmbio
Ao todo, os investimentos na fábrica catarinense chegam 200 milhões de euros e três modelos (Série 1, Série 3 e X1) já são produzidos na unidade. Até o fim do ano o número de funcionários passará de 500 para 800 e mais dois modelos serão nacionalizados, entre eles o Mini Countryman. Anualmente devem sair da planta cerca de 32 mil veículos. Galeria: Fábrica da BMW em Araquari (SC)

Seja parte de algo grande