Everest: Ford começa a produzir o SUV derivado da Ranger

O segmento de SUVs derivados de picapes ferve na Ásia e, em meio aos lançamentos da concorrência (Toyota SW4 e Mitsubishi Pajero Dakar), a Ford inicia a produção do Everest. Baseado na plataforma da Ranger, o modelo já começa a sair da fábrica de Rayong, na Tailândia, rumo às concessionárias do país. Posteriormente será lançado em países próximos como Índia, Indonésia e Filipinas, além de ser exportado para mercados do Pacífico. A China também receberá o utilitário, porém com fabricação exclusiva em Nanchang.
Everest: Ford começa a produzir o SUV derivado da Ranger
Apesar de ser constantemente associado à Austrália, o Everest deve muito de seu desenvolvimento à opinião de consumidores chineses. Segundo a Ford, 50% das características e recursos presentes no SUV estão direta ou indiretamente associados ao gosto dos clientes da China. Durante os testes de resistência e durabilidade, mais de 200 protótipos foram usados e cerca de 1 milhão de quilômetros foram percorridos em regiões diversas como lagos congelados da Suécia e montanhas rochosas da Nova Zelândia.
Everest: Ford começa a produzir o SUV derivado da Ranger
Mecanicamente, o Everest pode ser equipado com três opções de motorização: 2.0 EcoBoost a gasolina, 2.2 turbodiesel e 3.2 turbodiesel de cinco cilindros (estes dois últimos compartilhados com a Ranger). O câmbio poderá ser manual ou automático, sempre com seis marchas. Entre os equipamentos, destaque para o sistema multimídia SYNC 2, controle de estabilidade e o Park Assist.
Everest: Ford começa a produzir o SUV derivado da Ranger
A vinda do Everest ao Brasil chegou a ser cogitada, mas, segundo a Ford local, o preço do modelo ficaria muito semelhante ao do crossover Edge, o qual a marca acredita ter mais mercado por aqui. Ou seja, por enquanto a produção do SUV na Argentina (de onde vem a Ranger) está fora dos planos. Galeria de fotos:

Seja parte de algo grande