Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil

Antes que começassem as especulações, a Volkswagen foi logo avisando: o Golf GTE está em testes no Brasil. E isso aconteceu no ano passado. A boa notícia é que os testes continuam e foram intensificados, conforme nossa equipe flagrou nesta semana numa estrada próxima à fábrica da VW na Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP).
Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil
Diferentemente do que costuma ocorrer com carros em teste, o Golf GTE não tem disfarce algum e não usa placas verdes. E ainda conta com adesivos nas laterais que deixam claro se tratar de um carro com tecnologia híbrida de propulsão. Mas nem precisaria disso para notar que este Golf é diferente das versões que conhecemos: repare nos LEDs de iluminação diurna que contornam a grade inferior do para-choque dianteiro, ou nas rodas com desenho exclusivo, concebidos para ajudar na aerodinâmica - tudo para baixar o consumo de combustível.
Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil
Além de ajustar a suspensão ao (triste) asfalto brasileiro, o GTE está passando por testes de tolerância ao calor em algumas regiões do país, e a VW também está avaliando qual o tipo de plugue a ser adotado para o carregamento doméstico por aqui. As baterias podem ser carregadas em tomadas convencionais ou por meio do wallbox, um dispositivo que acelera a recarga. Com carga completa, o GTE pode fazer até 64 km/l ou rodar cerca de 50 km usando apenas o modo elétrico.
Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil
No lugar do motor 2.0 turbo do GTI, o Golf GTE usa o 1.4 TSI de 150 cv associado ao motor elétrico de 101 cv. A potência total fica em 204 cv (lembre-se que os motores não conseguem render seu máximo ao mesmo tempo), com torque de 35,7 kgfm (o mesmo do GTI a gasolina). O câmbio é o conhecido DSG de dupla embreagem e seis marchas, mas com modificações específicas para o aproveitamento do torque instantâneo do gerador elétrico. De acordo com a VW, o GTE vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e atinge máxima de 222 km/h.
Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil
A importação do GTE ganhou força com a recente isenção do Imposto de Importação (35%) para veículos elétricos, enquanto os híbridos receberam desconto de acordo com sua eficiência energética. O esportivo já foi até mostrado no Salão do Automóvel de 2014, mas talvez a VW esteja esperando um dólar mais favorável para trazê-lo. Consultada, a marca informou não haver novidades sobre o GTE no Brasil. Disse apenas que seguem os testes de rodagem. Texto e fotos: Daniel Messeder Proibida reprodução sem autorização prévia do CARPLACE Veja também: Golf GTI nacional anda mais (e melhor) que o importado
Flagra: VW intensifica testes do híbrido Golf GTE no Brasil

Seja parte de algo grande