Obrigatórios desde janeiro, simuladores de direção atingem 92% da demanda nacional

Obrigatório no país desde o dia 1º de janeiro de 2016, os simuladores de direção veicular já estão presentes em 21 estados, com mais de 2 milhões de aulas aplicadas aos candidatos que desejam obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). “No total, as regiões que já contam com o equipamento em funcionamento representam 92,28% de todas as CNHs emitidas no Brasil”, explica Agnaldo Soldera, diretor comercial da ProSimulador, uma das empresas homologadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para o fornecimento de simuladores de direção para os Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo o país.
Obrigatórios desde janeiro, simuladores de direção atingem 92% da demanda nacional
Criticada no início, a nova tecnologia tem mostrado resultados favoráveis em várias regiões do país. De acordo com proprietários e diretores de CFCs, o simulador traz benefícios para os alunos e para o trânsito em geral. Entre as vantagens estão a queda no índice de reprovação nas provas práticas, além dos feedbacks positivos quanto ao aprendizado no simulador, com os alunos chegando mais bem preparados ao veículo, conhecendo os comandos básicos e sabendo a hora certa de trocar de marcha, por exemplo. Isso resulta na redução dos custos de manutenção dos veículos. O uso do equipamento está previsto pela resolução (543/2015). Desta forma, os condutores que pretendem obter a CNH tem que fazer, no mínimo, cinco horas/aula em simuladores, sendo uma com conteúdo noturno.

Seja parte de algo grande

Obrigatórios desde janeiro, simuladores de direção atingem 92% da demanda nacional

Foto de: Redação