Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)

Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
A Nissan celebra nesta semana as comemorações pelos dois anos de atividades do Complexo Industrial de Resende (RJ), onde são produzidos os modelos March e Versa, além dos motores 1.0 12V e 1.6 16V. O projeto é resultado de um investimento de R$ 2,6 bilhões.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Desde 2014, a fábrica fluminense produziu mais de 70 mil automóveis e conta, atualmente, com cerca de 1.800 funcionários. A unidade tem um ciclo de produção completo, que inclui da área de estamparia até as pistas de testes, incluindo chaparia, pintura, injeção de plásticos, montagem e inspeção de qualidade.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Em janeiro deste ano, o CEO e Presidente Mundial da Nissan, Carlos Ghosn, anunciou que o próximo crossover global da marca, o Kicks, será fabricado em Resende. Inspirado no conceito Kicks Concept, exibido nos Salões do Automóvel de São Paulo de 2014, e Buenos Aires, em 2015, a linha de produção do modelo receberá investimentos de R$ 750 milhões nos próximos três anos.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Para Hitoshi Mano, Vice-Presidente de Operações e Manufatura da Nissan do Brasil, produzir o Kicks em Resende simboliza um momento único para o marca no país. "Nossos processos de produção no Brasil estão entre os mais bem avaliados entre todas as Nissan de todo o mundo. Investimos fortemente em treinamento, novas tecnologias e isto vem se refletindo na qualidade dos nossos produtos e no nosso crescimento de mercado. Para produzir um modelo global, estamos aumentando ainda mais os nossos níveis de qualidade", disse Mano.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Um exemplo do contínuo processo de aumento da automação foi o recente investimento de R$ 3 milhões em um novo processo de pintura de plásticos chamado 3wet. Nele, a aplicação da base e do verniz é feita logo em seguida da aplicação do primer, tornando o processo mais curto e reduzindo o consumo de energia. Os robôs utilizam cartuchos para a pintura – que usa água como base –, o que reduz a perda de tinta e solventes, diminuindo a emissão de compostos orgânicos voláteis (COVs). Enquanto o crossover não é lançado, o que acontecerá durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, a Nissan segue com os testes de rodagem, como mostra o flagra enviado pelo nosso leitor Ricardo Silva, que fotografou o modelo no interior paulista. Conforme CARPLACE antecipou em fevereiro, o Kicks será inicialmente importado do México para, somente no começo de 2017, se tornar um produto nacional.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Desenvolvido sobre a plataforma de March e Versa, o Kicks será responsável não só por incluir a Nissan na briga de Honda HR-V, Jeep Renegade, Ford EcoSport, Renault Duster e afins, como também por inaugurar a nova linguagem de design da marca por aqui. Com linhas quase inalteradas em relação ao conceito mostrado no Salão de São Paulo em 2014, o crossover terá no estilo arrojado um de seus grandes trunfos – repare na coluna traseira recortada e no teto com pintura diferente da carroceria, por exemplo. Será oferecido sempre com motor 1.6 16V, de 111 cv, em versões manual ou automática CVT. Os preços deverão começar em R$ 65 mil.
Nissan faz dois anos em Resende e prepara produção do Kicks (novo flagra)
Fotos: Ricardo Silva e Divulgação

Seja parte de algo grande