Frota de táxis elétricos Nissan Leaf no Rio já rodou 900 mil km sem emissões

Em 2015 o Programa de Táxis Elétricos da Nissan, que visa tornar o ar da cidade mais limpo, completa dois anos de implementação no Rio de Janeiro (RJ) evitanda a emissão de mais de 135 toneladas de CO2 em apenas um ano. Com 15 unidades do modelo 100% elétrico Nissan Leaf, a frota de táxis elétricos é a maior da América do Sul e já rodou cerca de 900 mil quilômetros sem emissões de poluentes. Comparando com um carro de porte médio equipado com motor a gasolina e rodando a mesma distância, cada táxi elétrico evitou que fosse despejado na atmosfera, por exemplo, nove toneladas de CO2. Para entender um pouco melhor o Nissan Leaf, ele conta com um módulo de 48 baterias de íon-lítio com autonomia de cerca de 160 km, podendo ser recarregado em carregadores caseiros em até quatro horas, ou em apenas 30 minutos com os 'Quick Chargers' (carregadores rápidos), como os utilizados para abastecer os táxis dos programas do Rio. O programa de táxis elétricos Leaf no Rio de Janeiro faz parte de uma parceria que promove a mobilidade com emissão zero de poluentes na cidade e envolve a montadora Nissan, a Petrobras Distribuidora – responsável pela infraestrutura de recarga para os veículos em postos com sua bandeira –, a Prefeitura e o projeto Rio Capital da Energia. Outros 10 Nissan Leaf rodam como táxis em São Paulo, em um projeto semelhante ao existente no Rio. Galeria de fotos: 

Seja parte de algo grande

Frota de táxis elétricos Nissan Leaf no Rio já rodou 900 mil km sem emissões