Jaguar mostra o F-Pace sendo testado em condições extremas (neve e deserto)

O novo SUV da Jaguar, F-Pace, que deve ser apresentado oficialmente ao público em setembro durante o Salão de Frankfurt, continua sendo testado em condições extremas. Para garantir que todos os seus sistemas e tecnologias funcionem mesmo sob as condições mais extremas, o utilitário foi submetido a um dos mais exigentes programas de testes já implementados pela Jaguar Land Rover, enfrentando desde o calor escaldante e empoeirado do deserto de Dubai até as temperaturas congelantes do norte da Suécia. No centro de testes da Jaguar Land Rover localizado em Arjeplog, cidade ao norte da Suécia, as temperaturas médias durante o inverno raramente ficam acima dos -15°C, podendo atingir picos de 40°C negativos. O local abriga uma pista de 60 km construída com diversos obstáculos como subidas de montanha, inclinações, retas para testes em alta velocidade e situações off-road. Os obstáculos são ideais para ajustar os sistemas como o de tração nas quatro rodas, controle dinâmico de estabilidade e do revolucionário programa All Surface Progress Control.
Jaguar mostra o F-Pace sendo testado em condições extremas (neve e deserto)
No deserto de Dubai, as temperaturas podem facilmente ultrapassar os 50°C, isso na sombra. Com a luz solar atingindo diretamente o veículo, as temperaturas da cabine podem chegar perto dos 70°C em situações extremas. Segundo a marca, mesmo nessas condições, todos os sistemas de entretenimento, as telas sensíveis ao toque e os controles de temperatura funcionam perfeitamente, em condições de calor e umidade. Em Dubai, o ciclo de testes com o Jaguar F-Pace tem o objetivo de aprimorar os sistemas de refrigeração do veículo sob carga muito alta, por meio de uma combinação de alta temperatura ambiente e baixo fluxo de ar. Fotos: 

Seja parte de algo grande