Hyundai volta a falar em produzir Santa Cruz, mas sem "jeitão" de picape

Durante entrevista concedida recentemente, Dave Zuchowski, CEO da Hyundai para a América do Norte, mais uma vez confirmou o desejo da marca em colocar no mercado a versão final do conceito Santa Cruz. Em conversas com o site australiano CarAdvice, o executivo adiantou que o lançamento do modelo é de grande importância para a empresa e que uma das grandes metas e atrair um novo tipo de cliente. Os planos iniciais preveem a estreia oficial para algum momento de 2017, com o rótulo de "picape tradicional" sendo totalmente deixado de lado.
Hyundai volta a falar em produzir Santa Cruz, mas sem "jeitão" de picape
De acordo com Zuchowski, a Santa Cruz será capaz de combinar todo conforto e espaço característicos de um crossover com a praticidade que só um veículo com caçamba pode oferecer. "Faremos algo diferente. Não apostaremos em ampla capacidade de carga, altura elevada em relação ao solo ou tração extra para puxar reboques. Não podemos chamá-la de picape", afirmou. A proposta é semelhante à adotada pela Fiat e pela Renault no Brasil, com o lançamento das futuras picapes médias de carroceria monobloco.
Hyundai volta a falar em produzir Santa Cruz, mas sem "jeitão" de picape
Apresentada em janeiro deste ano no Salão de Detroit, a Santa Cruz tinha motor 2.0 turbodiesel de 192 cavalos e 41,3 kgfm de torque máximo com consumo declarado de 12,8 km/l. Havia ainda tração integral tipo HTRAC. Características como capacidades de carga e reboque não foram exploradas, já que segundo a Hyundai o foco é chamar a atenção de compradores de sedãs e crossovers, sem compromisso com as picapes tradicionais. Galeria: Hyundai Santa Cruz

Seja parte de algo grande