Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida

Poucos anos após a chegada ao Brasil, em 1998, o Honda Civic se consolidou no pódio das vendas de sedãs médios e desde então não saiu mais de lá. É uma longa trajetória, sempre lado a lado com o arquirrival Corolla. O lançamento do New Civic, em 2006, foi o golpe mais duro no adversário, mas de lá pra cá muita coisa mudou. O best-seller mundial da Honda foi perdendo espaço para o Toyota e se acomodou no segundo lugar em vendas do segmento. Mas isso não parece ser um problema, afinal outros modelos da marca foram ganhando espaço, como Fit, City e o recém-lançado HR-V, que já é o carro mais vendido da Honda no país. No lançamento da linha 2015, a marca foi modesta e não mudou quase nada no Civic, que ganhou apenas a grade frontal com desenho de colmeia e barra cromada em formato de “U” (idêntica ao modelo norte-americano), além de novas rodas aro 17" com superfície diamantada e fundo preto. Mas a traseira continua intacta, tornando o nosso Civic o único a adotar frente "nova" e traseira "antiga", uma vez que os modelos norte-americano e europeu foram atualizados por completo.
Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida
Afora o face-lift mínimo, o sedã ainda sentia falta de alguns itens de conforto que não vieram com o modelo 2015, mas passam a fazer parte do pacote na linha 2016 com a reestreia da versão de topo EXR 2.0. As mudanças tímidas, porém, têm um motivo: a atual geração do sedã entra em ritmo de despedida, devendo ser apresentada nos EUA ainda neste ano, chegando ao Brasil no segundo semestre de 2016. Com nova plataforma, porte maior, design arrojado e motor 1.5 turbo, a 10ª geração (imagem abaixo) quer causar revolução - veja os detalhes e nossas projeções em 3D baseadas em imagens de patentes clicando aqui!
Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida
Voltando ao carro atual, a parte mecânica segue com o competente motor 2.0 16V de até 155 cv nesta versão de topo EXR. Ao volante, ainda é o divertido Civic de sempre. Ótima estabilidade, condução interativa e a direção bem direta são características que agradam bastante. Bem assentado, transmite bastante segurança e aponta em curvas com facilidade. Parte do mérito se deve ao sistema MA-EPS (Motion Adaptive Electric Power Steering), que de acordo com o movimento do condutor alivia ou enrijece o esterço da direção quando o carro começa a sair da trajetória. Novidade no modelo é o HSA (Hill Start Assist), o assistente de saída em rampas, que facilita a saída em aclivas, evitando que o carro desça, enquanto as frenagens são eficientes e sem inclinação na dianteira. A suspensão independente na dianteira e na traseira ainda é um pouco rígida e pode incomodar em asfalto ruim, mas trabalha de forma precisa e na estrada deixa o Civic "no chão" e gostoso de dirigir. O câmbio automático de cinco marchas tem trocas suaves e bem escalonadas, com a comodidade da troca pelos paddle-shifts no volante e a quinta longa o bastante para reduzir o ruído e o consumo em rodovia - que aliás alcançou a boa marca de 11,2 km/l com etanol. Na cidade não foi tão econômico e fez 5,8 km/l sob trânsito pesado.
Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida
Na cabine tudo está como antes. Acabamento em tons claros (agora parcialmente escuro no painel), espaço adequado no banco traseiro, assoalho plano, boa ergonomia e comandos de fácil acesso, além de um visual que ainda é agradável aos olhos. O painel com o cluster "em dois andares" com a tela do computador de bordo à direita formam um belo conjunto e facilitam a leitura - deixou de ser novidade há muito tempo, mas impressiona como ainda se mantém atual. Contra o acabamento depõe o uso de plásticos simples nas portas e rígido até no painel, onde poderia haver espuma injetada. O porta-malas, embora tenha crescido em 2012, ainda está entre os menores do segmento (449 litros). Outro ponto em que o Civic precisa melhorar é no isolamento de ruídos de rodagem, principalmente dos pneus, que está num nível acima do esperado.
Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida
Principal novidade na lista de conforto é a central multimídia com possui tela escamoteável de 7", e tem uso bem fácil e prático. O sistema conta com navegação GPS e menus bem simples e fáceis de acessar, com manuseio que se assemelha ao de um smartphone. Câmera de ré, Bluetooth, Wi-Fi, entrada HDMI para reprodução de áudio, vídeo e imagens por meio de notebooks, celulares e câmeras digitais completam as novas tecnologias. Em termos de segurança, a versão de topo reforça o conteúdo com airbags laterais e de cortina, além do controle de tração e estabilidade, que agora também está disponível na versão intermediária LXR - a mais vendida da gama.
Avaliação: mais equipado, Civic EXR atual começa despedida
Sem o apelo visual da geração passada, que foi um marco, e à espera de uma nova encarnação, o Civic ainda continua no jogo. Pode ser uma boa hora para negociar os elevados R$ 88.400 cobrados por esta versão EXR na tabela.  O sedã mantém seus principais atributos, como a qualidade de construção, conjunto mecânico eficiente e ótima dirigibilidade, sem contar a baixa desvalorização. Mesmo com o leque de opções cada vez maior no segmento (Nissan Sentra, Citroën C4 Lounge, Ford Focus, Chevrolet Cruze, VW Jetta e Renault Fluence) e vendendo menos que seu grande rival, o sedã da Honda ainda é uma opção a se considerar, lembrando que o Corolla topo de linha tem pacote semelhante de equipamentos, mas custa praticamente R$ 100 mil e não traz sequer controle de estabilidade. Texto e fotos: Julio César

Ficha técnica: Honda Civic EXR 2016

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.997 cm3, comando simples variável, flex; Potência: 150/155 cv a 6.300 rpm; Torque: 19,3/19,5 kgfm a 4.700/4.800 rpm;Transmissão: câmbio automático de cinco marchas, tração dianteira; Direção: elétrica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e braços sobrepostos na traseira; Freios:discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS; Peso: 1.298 kg; Capacidades:porta-malas 449 litros, tanque 57 litros; Dimensões: comprimento 4.525 mm, largura 1.755 mm, altura 1.450 mm, entreeixos 2.668 mm. Galeria: Honda Civic EXR 2016

Seja parte de algo grande