PSA vai buscar na China plataforma para produzir próximos 208 e C3

Depois de enfraquecida a aliança com a General Motors para o desenvolvimento conjunto de compactos, a PSA foi buscar na China a parceria necessária para projetar os próximos Peugeot 208 e Citroën C3. Conforme anunciado pelo CEO da companhia, o português Carlos Tavares, um acordo firmado com a DongFeng permitirá o investimento de 200 milhões euros para reformulação e modernização da arquitetura modular EMP1, a ser usada nos novos lançamentos.
PSA vai buscar na China plataforma para produzir próximos 208 e C3
Questionado sobre uma possível versão "requentada" da plataforma, Tavares explicou: "a base será tão modificada que poderemos considerá-la nova". Além das próximas gerações de 208 e C3, a mecânica sustentará inéditos modelos compactos da gama de luxo DS e carros da parceira chinesa. Ao todo a arquitetura deve equipar algo em torno de 10 modelos. A estreia das primeiras novidades deve acontecer em 2018, com outros lançamentos acontecendo por volta de 2020.

Seja parte de algo grande