"Não há perspectiva de que o Brasil se recupere", diz associação argentina

Presidente da Ford Argentina e também da Adefa, associação que reúne os fabricantes automotivos do país, Enrique Alemany fez uma declaração alertando principalmente sobre o impacto da crise político e econômica brasileira na Argentina.
"Não há perspectiva de que o Brasil se recupere", diz associação argentina
"Não há nenhuma perspectiva de que o Brasil se recupere", disse o executivo, enquanto previa que, apesar dos baixos estoques dos lançamentos, os emplacamentos este ano no país vizinho podem ser menores do que em 2015. Afetado pelo novo cenário de mudança de governo e forte queda na atividade industrial brasileira, o setor automotivo argentino apresentou números negativos no primeiro trimestre.
"Não há perspectiva de que o Brasil se recupere", diz associação argentina
Nesse contexto, o executivo fez uma reafirmação dos os atuais desafios e possibilidades para melhorar o futuro da indústria automotiva na Argentina. "Nossa indústria tem um forte papel sobre o desenvolvimento industrial do país. Somos um dos poucos países que tem o privilégio ter a indústria automobilística entre as 25 maiores no ranking global". Leia a entrevista completa no site Autoblog.com.ar

Seja parte de algo grande

"Não há perspectiva de que o Brasil se recupere", diz associação argentina

Foto de: Redação2