Renault deve eliminar motores a diesel da maioria dos carros

Conforme antecipa a agência de notícias Reuters, a Renault está se programando para abandonar o uso de motores diesel na Europa. Conforme explica a publicação, executivos da marca estão cada vez mais preocupados com o aumento dos custos de desenvolvimento destes propulsores, bem como com o endurecimento das regras anti-poluição. O objetivo é abolir a opção do catálogo da maior parte da gama europeia, principalmente dos modelos mais compactos como Twingo, Clio e até o Mégane.
Renault deve eliminar motores a diesel da maioria dos carros
“As normas mais restritivas e os métodos de homologação vão aumentar os custos tecnológicos de forma que os motores a diesel sejam forçados a sair do mercado”, disse uma fonte ouvida pela Reuters. Cada vez mais rígidos, os testes de consumo e emissões serão baseados a partir de 2019 nas condições reais de uso do carro, e não apenas em provas de laboratório - sistema aprovado pelo Parlamento Europeu e que tem causado apreensão para algumas marcas. Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande