Veja como a Ford trabalha na criação e desenvolvimento de seus carros

Veja como a Ford trabalha na criação e desenvolvimento de seus carros
Como nasce um carro? Para responder a esta pergunta, a Ford promoveu a iniciativa chamada "Ford Design Feeling", um evento de design que mostra todas as etapas envolvidas na criação e desenvolvimento de seus carros. Realizado em São Paulo (SP), o encontro permitiu um contato direto com as pessoas ligadas a concepção do veículo, onde foi possível acompanhar como é feita a elaboração de esboços, além de explicações sobre as técnicas de pesquisa e demonstração de painéis onde fornecedores sugerem texturas e opções de acabamento para o interior do futuro carro.
Veja como a Ford trabalha na criação e desenvolvimento de seus carros
Criação e desenvolvimento Até a conclusão do produto final são necessários vários anos de pesquisa junto a consumidores de diferentes perfis. Nessa etapa, entra em cena o tipe de Marketing Estratégico, que em seguida passa a bola para as equipes de design e de experiência do usuário, que darão vida ao novo veículo. “O Centro de Design da Ford América do Sul, instalado em Camaçari, na Bahia, comanda diversos projetos globais, como o EcoSport e o Ka. Ele conta com profissionais que utilizam o estado da arte da tecnologia, incluindo avançadas ferramentas de design, aliado à criatividade, para o desenvolvimento de veículos”, diz Fabio Sandrin, gerente de Design.
Veja como a Ford trabalha na criação e desenvolvimento de seus carros
Em outro ambiente da experiência, designers apresentaram as tendências de onde extraem ideias para as novas criações. “São peças de arte, arquitetura, tecnologia, comportamento vestuário e acessórios. É um mundo de informações que absorvemos e a partir das quais damos vazão à criatividade”, afirma Adília Afonso, supervisora de Design da Ford América do Sul.
Veja como a Ford trabalha na criação e desenvolvimento de seus carros
Na estação chamada Criação, ocorre o processo de geração de ideias. São croquis, rabiscos e uma impressora 3D com capacidade para imprimir pequenas peças de acabamento. Também foi possível ver os primeiros esboços do que será o novo produto, incluindo a modelagem de um protótipo em argila. Outra experiência interativa bem interessante foi a demonstração de recursos como as vestimentas de simulação de gravidez, terceira idade, uso de drogas e embriaguez, que simulam essas condições e são usadas pelos especialistas para pesquisar todos os aspectos de uso dos veículos, de olho no conforto e segurança. Por Julio Cesar, de São Paulo (SP) Fotos: Carplace e divulgação

Seja parte de algo grande