Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017

Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
A fábrica da Fiat em Betim (MG) passa talvez pela maior mudança em seus 40 anos de história. Está recebendo maquinário moderno, com capacidade de produzir mais e melhor, e está desativando linhas antigas como as de Idea, Bravo, Linea e Palio Fire - este, dizem executivos da marca, agora só é vendido para frotistas. Desde que o presidente Stefan Ketter assumiu, com sua ascendência alemã, qualidade passou a ser palavra chave na planta mineira. Betim se moderniza para alcançar o nível da fábrica da FCA em Goiana (PE), de onde saem a Toro e os Jeeps Renegade e Compass. E com a mudança vêm também novos produtos. Durante o lançamento dos motores Firefly 1.0 e 1.3 para o Uno, uma visita à linha de produção mineira já mostrou meio que "sem querer" os robôs prontos para a feitura do X6H, próximo compacto da Fiat. "Mais um compacto?", você deve estar se perguntando. Sim, parece um tanto de exagero para uma marca que já tem Mobi, Uno, Palio, Punto e 500 nesta classe. Mas na verdade ele mata dois coelhos com uma cajadada só: o novo hatch substituirá o Punto de imediato e o Palio aos poucos.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
Para tanto, o X6H terá porte superior a todos os compactos que a Fiat já teve, com o comprimento superando a casa dos 4 metros. Por enquanto, o hatch roda em testes em formato "mula", ou seja, com a base do carro novo, mas com a carroceria remendada com peças de carros já existentes - parece um Palio alongado no entre-eixos com frente de Grand Siena. A ideia é oferecer tamanho e espaço em doses familiares, como se fosse um Sandero da Fiat, mas com maior refinamento.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
O Uno 2017 já trouxe um pouco do que o X6H vai oferecer em termos de equipamentos, como a direção elétrica Dual Drive com modo City (que deixa o volante 50% mais leve para manobras de baixa velocidade) e o controle de estabilidade com função de saída em rampa (hill holder). Inédito num compacto da Fiat será a união do motor 1.8 16V E.TorQ ao câmbio automático de seis marchas, como na Toro, solução necessária quando sabemos que sua versão sedã, o X6S que será feito na Argentina, tomará o lugar do Grand Siena e do Linea.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
O X6H também fará uso dos motores Firefly, inicialmente o 1.3 8V de 109 cv em sua versão de entrada - gente de Betim não descarta uma versão 1.0 3-cilindros no futuro, talvez turbinada. Também mais para frente haverá uma versão turbinada do 1.3, com potência na casa dos 160 cv, que pode ser aproveitado num eventual X6H esportivo.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
Em matéria de design, tanto o X6H quanto o X6S estão sendo desenvolvidos no Brasil sob a chefia de Peter Fassbender. Mas a inspiração principal vem de fora: são os novos Fiat Tipo europeus, que inauguraram a atual filosofia de design da marca para carros de passeio. Espere por faróis afilados, grade destacada, capô envolvente e linhas sóbrias no geral. Na traseira, as lanternas não deverão subir pelas colunas, como faz supor a mula.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
Aos poucos, a nova gama Fiat vai fazendo sentido. O Mobi será o carro de entrada, em breve ganhando o motor 1.0 3-cilindros para atuar em duas frentes - os Fire 1.0 vão para a briga de preço no lugar do Palio Fire. O Uno passa a ter o papel que tinha o Palio em suas versões de entrada, enquanto o X6H vai cobrir a faixa superior dos compactos, brigando contra 208, C3 e Fiesta, mas com pretensões de venda bem superiores.
Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017
O lançamento é esperado para o segundo semestre de 2017 (informantes falam em agosto), enquanto sedã X6S deverá ser mostrado até o fim do próximo ano. Em 2018 surge a picape X6P, que vem substituir as versões mais caras da Strada. O próximo passo do projeto X6H é começar a rodar com a carroceria final coberta pela camuflagem zebrada, o que dará pistas mais concretas sobre o design do futuro hatch. Fotos: Leo Fortunatti  (flagra) e Daniel Messeder (fábrica)

Seja parte de algo grande

Segredo: O que a Fiat pretende com o X6H, novo hatch que chega em 2017

Foto de: Daniel Messeder