Presidente da Mitsubishi renuncia em meio ao escândalo de consumo

Presidente e diretor de operações da Mitsubishi, Tetsuro Aikawa não resistiu às implicações do escândalo de fraude de consumo que atingiu duramente a empresa. Em anúncio feito nesta semana, o executivo renunciou ao cargo e foi acompanhado na sequencia pelo vice-presidente executivo Ryogo Nakao. Ambos haviam chegado aos respectivos cargos em junho de 2014, com o esquema de irregularidades já em curso - estima-se que os métodos inadequados de medição vêm sendo usados há pelo menos 25 anos.
Presidente da Mitsubishi renuncia em meio ao escândalo de consumo
Conforme já informado, a Mitsubishi usava métodos “pouco ortodoxos” para medir o índice de consumo de seus carros, de modo a conseguir médias melhores que os números reais. A fraude burlava as normas estabelecidas pelas leis japonesas e consistiam principalmente em modificar a pressão de ar aplicada aos pneus. Com a descoberta, as ações da marca sofreram um forte abalo na bolsa e a Nissan, que já era parceira em algumas áreas, passou a ter controle da empresa com a compra de 34% dos papéis. Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande